ACOMPANHE AS PRINCIPAIS TENDÊNCIAS E NOVIDADES DO MERCADO NO BLOG INTELIGÊNCIA

assistentes de voz

Assistentes de voz: o mundo nunca foi tão Black Mirror

Recentemente decidi trocar o idioma do meu Google Assistente para o inglês, testar sua inteligência e ver suas funcionalidades. Afinal, Inteligência artificial é um mundo a ser explorado.

A primeira coisa que percebi foi como o assistente de voz muda as suas habilidades de acordo com a linguagem escolhida. O assistente no português tem suas funções mais limitadas, porém não deixa de ser útil para o consumidor e explorado pelas empresas brasileiras.

Estudos da ComScore apontam que até 2020 cerca de 50% das consultas serão feitas por voz, e isso é só uma das vertentes que irá mudar o comportamento do consumidor.

Além disso, existem estudos do Think With Google, por exemplo, que comprovam como o comportamento do consumidor está sendo moldado pelos assistentes de voz.

Neste texto, vou dar algumas dicas para a sua empresa se adaptar a essa nova tecnologia. Confira!

O futuro da pesquisa é a voz

Há uns anos eu pensava que a busca por voz era coisa de filme futurístico, mas realmente, o mundo nunca foi tão Black Mirror quando falamos de assistentes de voz. #ThanksNetflix

 

Séries como essa despertam a curiosidade do público sobre quais tecnologias avançadas já estão disponíveis para compra, como o Google Home e Alexa da Amazon.

Ambas plataformas conversacionais estão aumentando suas buscas gradualmente ao longo dos anos.

Pesquisei no Google Trends para acompanhar o interesse dos usuários ao longo do tempo e vi claramente como essa busca aumentou no período do Natal. O que mostra que mais pessoas estão procurando adquirir um assistente de voz.

Além disso, podemos perceber na imagem acima como as pessoas estão comparando os benefícios de cada plataforma para saber qual a melhor opção de aquisição.

Isso significa que, no próximo ano, as pessoas não estarão somente aprendendo a usar esses dispositivos, mas os envolvendo em suas vidas e rotinas.

O fator mais importante de tudo isso é que os assistentes virtuais de hoje estão indo além da entrada de voz e evoluindo para entender a intenção e os comportamentos dos usuários por meio de dados que eles disponibilizam. É nesse aspecto que entra a sua estratégia de marca.

Sua marca em ação

A sua marca precisa ficar atenta a essa nova tecnologia e encará-la como um novo canal de oportunidade de venda.

Com a busca inteligente, os mecanismos de busca procuram entender a intenção da pesquisa e oferecem apenas um resultado para a pergunta do usuário.

Por exemplo, se você perguntar “o que é transformação digital?” para o Google Assistente, ele oferecerá o resultado mais relevante e confiável por meio do featured snippet, que no caso foi o do blog Marketing de Conteúdo.

Os Features Snippets, ou caixas de respostas, são respostas diretas e sucintas para uma pesquisa de palavra-chave. Eles visam responder diretamente a intenção da busca do leitor sem que ele visite alguma página.

Por isso, o conteúdo dele é a resposta para perguntas feitas no Google Assistente.

Já no caso da Siri, assistente virtual da Apple, a pesquisa é feita pelo Safari, navegador da mesma marca. Portanto, a pesquisa é um pouco diferente apesar de também usar a busca inteligente.

Além disso, ela tem integração com o Spotilight, sistema de busca que oferece uma experiência totalmente personalizada com objetivo de oferecer informações e conteúdos para os usuários.

Portanto, não basta somente focar na busca para os mecanismos de busca como o Google e Safari e sim pensar nos Sistemas Operacionais.

Sistemas Operacionais

Os sistemas operacionais como Android, Microsoft e IOS estão sempre competindo apesar das suas diferenças.

Além disso, consumidores também têm suas preferências e o Android vem se destacando com todo o seu sistema móvel da Google. De acordo com o El País, ele já é o sistema operacional mais usado no Mundo.

A competição começa com o lançamento de novas tecnologias, é uma corrida contra o tempo. E quando falamos de assistentes de voz, podemos dizer que todos esses sistemas já possuem o seu. Conheça os principais assistentes de voz.

Principais assistentes de voz

Hoje existem 4 principais assistentes de voz: o Google Assistant, a Cortana da Microsoft, a Alexa da Amazon e a Siri da Apple. Vou falar um pouco sobre cada um e seus últimos lançamentos.

Google Assistant

Um assistente virtual pode existir em muitas formas diferentes, seja no seu smartphone, no seu desktop ou em um alto-falante conectado.

O Google Assistant, é um ótimo exemplo disso, pois ele conta com o Google Pixel, Google Allo e Google Home, cada um em um dispositivo diferente.

O Google Home, por exemplo, exemplificado no começo do texto, é um dispositivo que é conectado na sua casa para te ajudar nas tarefas do seu dia-a-dia.

Pensando nessa aproximação com o usuário, a empresa está tentando manter a user experience simples, ao mesmo tempo em que apresenta conjuntos de dados cada vez mais complexos, integrações e lógica automatizada.

 

Cortana da Microsoft

Temos que considerar que a Microsoft tem raízes mais profundas em software e produtividade de negócios.

Portanto, no caso da Cortana, a Microsoft desenvolveu assistentes pessoais que aprendem sobre o usuário por meio de machine learning.

Ela está habilitada em uma série de aplicativos e serviços da empresa — desde o Microsoft Power BI até o Skype for Business — para fornecer respostas contextuais imediatas às consultas sem deixar o aplicativo que você está utilizando no momento.

Além disso, a Microsoft também está trabalhando com o Wunderlist (em breve para Microsoft To-Do) para integrar a Cortana e sincronizar listas entre dispositivos.

A Cortana já está totalmente integrada no navegador Microsoft Edge (você pode clicar com o botão direito do mouse em qualquer palavra destacada no Edge para pedir a Cortana) e permite, ainda, procurar documentos ou pessoas em aplicativos como o OneDrive for Business e o SharePoint.

 

Alexa da Amazon

A Alexa da Amazon é conhecida principalmente pelo dispositivo Amazon Echo, concorrente do Google Home.

Um ponto importante sobre ambos é que quanto mais tarefas você ensinar e programar um AI para executar, mais ele poderá fazer.

Nesse aspecto, os assistentes virtuais têm algo em comum com o processo de aprendizagem profunda, pelo qual os algoritmos de machine learning e as redes neurais são treinadas em conjuntos de dados.

No caso da Amazon, o treinamento de assistentes virtuais para executar tarefas empresariais específicas ficou muito mais fácil. Tudo o que você precisa fazer é abrir o ecossistema para desenvolvimento de habilidades. Portanto, a Amazon é referência nesse quesito.

O Alexa Skills Kit está disponível desde 2015 e permite que empresas e desenvolvedores apliquem a Alexa em qualquer ambiente ou processo comercial que desejem. Como resultado, já existe uma ampla seleção de habilidades de negócios disponíveis que as empresas podem simplesmente habilitar e começar a usar.

O Google e a Microsoft lançaram as ações no Google e Cortana Skills, porém a Amazon segue na liderança.

 

Siri da Apple

A Apple não podia ficar para trás diante a todas essas tecnologias, por isso lançou recentemente o Homepod, dispositivo também integrado com a casa focado para dar assistência aos afazeres domésticos.

Utilizando o sistema inteligente da Siri, é possível controlar as ações usando a voz em qualquer lugar da casa por causa de sua consciência espacial.

Porém, enquanto essa tecnologia não está disponível no português, você já pode ir testando o sistema da Siri disponível no iPhone e em outros dispositivos IOS para automatizar algumas tarefas e organizar a sua agenda.

 

Mudança no comportamento do consumidor

O relatório “How voice assistance is reshaping consumer behavior” do Think With Google pesquisou as mudanças do comportamento do consumidor com a tecnologia dos assistentes de voz.

Confira os resultados encontrados na pesquisa:

Torna a vida mais fácil

O portal Think With Google perguntou as principais razões do uso dos dispositivos ativados por voz pelos usuários e as respostas foram:

1. Permite que eles sejam multitarefa;

2. Permite que eles façam coisas mais rapidamente comparado a outros dispositivos;

3. Obtém respostas e informações instantaneamente;

4. Facilita a rotina diária.

Portanto, de acordo com os proprietários dos dispositivos de assistentes, falar com seu assistente virtual — em vez de ter que digitar — ajuda-os a fazer as coisas de forma mais rápida e eficiente.

Fica na sala de casa

Em relação à pergunta “Onde você mantém seus alto-falantes ativados por voz?” as respostas dadas pelos usuários foram:

  • 52% sala de uso comum;
  • 25% quarto;
  • 22% cozinha.

1178 Inline 01

Portanto, é perceptível que as pessoas colocam os dispositivos ativados por voz no centro de suas casas, onde todos podem acessá-los. Isso significa que assistentes virtuais estão sempre disponíveis para uma resposta rápida.

Faz parte da rotina diária

Em um curto período de tempo, os dispositivos ativados por voz tornaram-se parte das rotinas de 72% dos usuários.

Alguns de seus hábitos diários, como verificar horários de compromissos e definir lembretes para comprar mais tarde, agora são realizados conversando com seu assistente virtual.

1178 Inline 02

Oferece um relacionamento mais humano com a tecnologia

As pessoas estão envolvidas com seus assistentes de voz como se fossem humanos. Eles estão dizendo "por favor", "obrigado", e até mesmo "desculpe".

Cerca de 41% dos usuários percebem os dispositivos como algo mais do que apenas um eletrônico, comparando o relacionamento como de uma outra pessoa ou um amigo.

1178 Inline 03

É um novo campo para marcas

As pessoas que possuem assistentes de voz percebem as marcas como parte da experiência e eles estão abertos a receber informações que são úteis e relevantes para seu estilo de vida.

De acordo com o relatório, as pessoas gostariam de receber das marcas:

  • 52%: Informações sobre acordos, vendas e promoções;
  • 48%: Dicas personalizadas e informações para fazer a vida deles mais fácil;
  • 42%: Informação sobre eventos e atividades;
  • 39%: Opções para encontrar informações de empresas como local e horário de funcionamento;
  • 38%: Acesso ao suporte e serviço para o cliente.

1178 Inline 04

Os assistentes de voz são somente uma das tecnologias que a transformação digital das empresas nos proporciona.

Se quiser saber um pouco mais sobre as vertentes dessa nova estratégia do mundo digital, confira o post completo “Transformação digital: entenda a estratégia que está revolucionando o mercado”.