Artigos

Carrefour 2022: a inovação digital do maior supermercado do Brasil

Carrefour 2022

Muitas notícias sobre o Carrefour percorreram a internet no ínicio do ano de 2018. Isso aconteceu, pois a rede de supermercados começou um plano de transformação inovador na área digital.

Porém, esse grupo não é o primeiro da indústria a fazer essas mudanças. O Whole Foods, empresa multinacional de supermercados do Estados Unidos, por exemplo, está cada vez mais digital. Agora você pode conversar com o um chatbot no messenger deles para ter dicas de receita e colocar produtos no carrinho.

Além disso, empresas como a Amazon estão omnichannel e resolveram abrir unidades físicas digitalizadas para compra de produtos, como em um supermercado.

No Brasil, a liderança dos supermercados se concentra em duas grandes redes: o Carrefour e o Grupo Pão de Açúcar.

De acordo com o jornal A Tribuna, em 2017 ambos ficaram quase empatados no ranking de vendas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). O líder é o Carrefour, com faturamento bruto de R$49,653 bilhões e com alta de 7,2% sobre 2016.

Com a concorrência inovando o varejo, o Carrefour viu a necessidade de começar um projeto de digitalização chamado Carrefour 2022.

Portanto, com a contratação da executiva francesa Marie Chevalf, diretora executiva para áreas de serviços e transformação digital, a empresa começou várias iniciativas e investimentos em estratégias de suas filiais mundiais que serão abordadas nesse artigo. Confira!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Carrefour 2022

No começo do ano de 2018, o CEO da Carrefour, Alexandre Bompard, lançou o plano do Carrefour 2022.

Esse projeto tem a intenção de investir € 2,8 bilhões no digital em 5 anos. Porém, para isso o grupo está identificando as melhores tecnologias e projetos globais que podem ser usados.

Além disso, em janeiro de 2018, uma grande parte milionária do Carrefour foi vendida para a Tencent, grande empresa de inovação da China, que é dona do WeChat, maior monopólio de comunicação chinês.

Nessa parceria o objetivo é fazer iniciativas em estratégias tecnológicas que envolve a comunicação e o marketing.

“A visão de uma estratégia ‘omnichannel’ não era vista como prioritária. Agora queremos recuperar isso.” – Marie Chevalf, fonte: Valor

Para o consumidor não existe uma divisão de canais offline e online, eles fazem várias pesquisas antes da decisão. 96% dos clientes pesquisam online antes de decidir em que loja física vão comprar, segundo o Think With Google.

Portanto, o principal caminho para entrar no mundo competitivo dos varejos digitais identificado pelo grupo foi a interação do site com as lojas por meio do “click and collect”, ou seja, você compra online e retira na loja mais próxima — estratégia que foi feita na Black Friday do ano passado.

Porém, um dos principais objetivos com todas as mudanças é tornar as tomadas de decisão mais rápidas e acertadas por meio de dados concretos. Grande benefício proporcionado pelas pesquisas e estratégias de marketing.

A cidade movimentada de São Paulo é o principal alvo inicial dessa iniciativa do Carrefour no Brasil. Em outubro de 2017, foi lançado um aplicativo chamado “Meu Carrefour” que permitia comprar alimentos e bebidas pelo celular.

meu carrefourNo entanto, como a transformação digital é a mudança em todos os departamentos da empresa para benefício do cliente, no financeiro não foi diferente. A organização está usando os dados disponibilizados dos cartões de crédito dos usuários para melhorar a segmentação e direcionar melhor as campanhas no aplicativo — que já conta com quase 6 milhões de consumidores cadastrados.

Plataforma de e-commerce

Apesar dos maiores investimentos do Carrefour ser na França, a filial brasileira está atenta e fazendo planos para a digitalização e expansão. Sua estratégia está sendo coordenada pela Paula Cardoso, presidente do Carrefour Soluções Financeiras no Brasil e diretora executiva de clientes, serviços e transformação digital.

Seguindo essa estratégia, o Carrefour Brasil vê potencial para abrir de 120 a 140 novas lojas em todo o país até 2022 e fazer novas parcerias brasileiras, segundo o G1.

A ideia é investir R$ 1,8 bilhão para acelerar essa expansão omnichannel, abrindo 50 lojas em 2018: 20 do Atacadão, 20 Carrefour Express e 10 Carrefour Market. Todas pensadas no perfil e experiência do cliente.

O grupo que lançou a plataforma de e-commerce há um ano e meio, tem o objetivo de liderar a área de alimentos e estar entre os 5 maiores quando falamos em não-alimentos.

Além de consolidar a liderança em varejo alimentar no país, outro foco do planejamento estratégico do Carrefour Brasil para 2022 será a integração das lojas físicas e dos canais de comércio eletrônico no Brasil.

“Serão mais de 120 categorias distribuídas pelo marketplace” – Paula Cardoso, fonte: G1

Assistente de Voz

Em um mundo onde os clientes estão sempre online, usando vários dispositivos, pesquisando e consumindo informações quando precisam, as marcas precisam estar respondendo em tempo real.

Além disso, possibilitar experiências personalizadas e interações relevantes são fatores essenciais para fazer com que a sua marca seja referência para aquele consumidor.

A inteligência artificial está remodelando o jeito do usuário comunicar com as marcas, os dispositivos de interface conversacional, por exemplo, já estão sendo trabalhados intensamente em outros países.

Pensando nisso, o Carrefour anunciou recentemente que desenvolveu, por meio de uma parceria com a Google, um assistente de voz chamado “Lea”.

A ferramenta estará disponível nas plataformas digitais francesas e é compatível com o Google Assistente.

“A Lea foi projetada para facilitar o dia-a-dia de nossos clientes —  eles podem usá-la para gerenciar suas listas de compras usando apenas a voz deles” – Carrefour, fonte: Exame

As funcionalidades disponíveis com esse assistente de voz são a possibilidade de adicionar ingredientes ao carrinho de compras com base em receitas e saber quais são as lojas mais próximas do consumidor.

Conteúdo Audiovisual

Segundo uma pesquisa da Accenture, o Brasil é o segundo país do mundo com maior número de visualizações de vídeos por pessoa. São mais de 11 bilhões de visualizações por mês e mais de 96% dos usuários brasileiros assistindo conteúdos em vídeo.

Portanto, um investimento muito importante do Carrefour Brasil que começou a ser feito no mês de março de 2015, e está se intensificando agora, é a produção de conteúdos audiovisuais utilizando a interação e storytelling para postar em suas redes sociais.

As primeiras postagens no canal do YouTube da empresa foi do projeto de “Tour 40 anos Carrefour”, que são vídeos feitos em 40 lojas do Brasil, em que dois funcionários franceses viajaram para conhecer a diversidade brasileira e as histórias de quem participa do grupo Carrefour.

Depois desse projeto, a empresa começou a postar vídeos frequentemente com receitas usando produtos do grupo e vários outros temas que envolvem seus valores, como a diversidade de seus funcionários.

Plataforma Blockchain

No mês de março de 2018, e na alta dos conceitos de bitcoins, blockchain e criptomoeda, o Carrefour anunciou que lançou a primeira cadeia de blockchain para alimentos da Europa.

Além disso, até o fim deste ano, essa empresa quer ampliar essa tecnologia para mais 8 linhas de produto.

Esse é um grande marco para a implantação do plano “Carrefour 2022”. Segundo o Bit magazine, a solução foi lançada primeiro na linha de frangos Carrefour Quality Line Auvergne de gama livre e será lançado para mais 8 linhas de produtos animais e vegetais.

“O blockchain será utilizado no setor de alimentos para que todas e cada uma das partes ao longo da cadeia de fornecimento, incluindo produtores, processadores e distribuidores, possam fornecer informações de rastreabilidade sobre o seu papel específico e para cada lote.” – Bit Magazine

Scan & Go

A estratégia mais recente do Carrefour é a de Scan & Go, prática já usada pela Amazon em algumas filiais.

A ideia é começar em poucas lojas, 4 ou 5, colocando um sistema para que o cliente possa escanear os produtos usando um aplicativo no celular. Dessa forma, o pagamento de suas compras será feito automaticamente.

O teste poderá ser realizado no Brasil ainda no ano de 2018 e tem grande potencial.

Restaurantes no futuro

Um outro investimento do Carrefour no futuro é a possibilidade de vir a ter restaurantes.

Eles podem ser localizados dentro e fora dos supermercados.

No entanto, o assunto ainda não é prioridade, mas tem um grande potencial de avanço. O ínicio se daria por alimentos simples, como pizzas, que complementariam o serviço das padarias.

4 pilares do plano Carrefour 2022

Agora que você já viu algumas das inovações que já estão sendo implantadas para o plano de transformação digital do Carrefour 2022, conheça os 4 pilares que estão baseando essas mudanças:

1. Implementar uma estrutura organizacional simplificada e aberta

O grupo decidiu fazer primeiramente algumas alterações na estrutura da empresa que são de grande impacto.

Essas mudanças vão desde abrir para parcerias, como a Fnac-Darty, Showroomprivé e com a Tencent, até a racionalização dos escritórios do Grupo na região de Île-de-France e demissão voluntária na França de 2.400 pessoas.

2. Atingir ganhos de produtividade e competitividade

Um outro passo importante para o grupo é atingir ganhos de produtividade e competitividade.

Para isso eles irão reforçar sua seletividade na alocação de seus recursos e sua disciplina financeira contando com um orçamento global de investimentos de 2 bilhões de euros por ano.

Além disso, eles decidiram investir na competitividade comercial, no desenvolvimento dos produtos da sua marca própria e na redução de custos de 2 bilhões de euros a partir de 2020 em base anual.

3. Criar um universo omnichannel de referência

Um dos principais objetivos, que foi muito falado ao longo do post, é a criação de um ambiente omnichannel de sucesso.

Para isso é imprescindível se tornar líder de e-commerce na área de alimentos e posteriormente de outras áreas.

Entre as estratégias para alcançar esse novo modelo, estão a abertura de 2.000 lojas de proximidade nos próximos 5 anos nas grandes metrópoles e mudança no formato dos supermercados.

Além disso, a empresa vai disponibilizar um investimento massivo em tecnologias digitais de cerca de 2,8 bilhões de euros até 2022 e tem o plano de lançar, em 2018 uma plataforma de vendas única na França: o Carrefour.fr.

4. Reformular a oferta e serviço da qualidade dos alimentos

Como a estratégia de transformação digital faz com que o cliente esteja no centro da estratégia, o Carrefour tem como uma das suas metas oferecer uma alimentação de qualidade, confiável, acessível em qualquer lugar e a um preço justo.

Para isso, é preciso adicionar um milhão de consumidores para produtos frescos na França até 2022 e ser 3 vezes maior nas vendas de produtos frescos em relação às vendas de PGC até 2022.

A meta é conseguir 5 bilhões de euros em vendas de produtos orgânicos em 2022 e que esse seja um terço do volume de negócios correspondente aos produtos da marca Carrefour até 2022.

O que você achou da estratégia do Carrefour? Deixe seu comentário abaixo.

Transformação Digital 360

Publicações relacionadas
Artigos

Crescimento do e-commerce no Brasil é oportunidade para indústrias e grandes empresas

Artigos

Funcionários de grandes empresas esperam encontrar equilíbrio entre vida social e trabalho

Artigos

O Amazon Prime Day é um case de sucesso recorrente que grandes empresas devem se atentar

Artigos

Omnicanalidade: projeções para o futuro do varejo