ACOMPANHE AS PRINCIPAIS TENDÊNCIAS E NOVIDADES DO MERCADO NO BLOG INTELIGÊNCIA

CMS

CMS: O que é um Sistema de Gerenciamento de Conteúdo e quais os melhores softwares?

A produção de conteúdo já é vista como uma das atividades mais importantes em empresas que adotaram o marketing digital para atrair e reter clientes.

Como resultado, se tornou regra criar um blog corporativo e mantê-lo sempre atualizado com conteúdo relevante.

Ao avaliar quanto trabalho está envolvido nisso, muitas empresas decidem usar um CMS, sistema que permite gerenciar de forma completa a produção e a distribuição de conteúdo do negócio.

O uso de um CMS pode trazer grandes vantagens para a estratégia de conteúdo de uma empresa, como redução de tempo e centralização dos artigos e seus materiais adicionais (como imagens, vídeos, etc.).

No entanto, é vital entender bem o que compreende esse tipo de sistema, quais são seus principais recursos e como escolher uma boa solução entre as muitas disponíveis no mercado. É isso que vamos explorar agora.

O que é CMS?

A sigla CMS (do inglês “Content Management System”) significa “Sistema de Gerenciamento de Conteúdo”. Mas, o que precisa ser gerenciado, exatamente?

Para responder essa pergunta, vale a pena relembrar alguns dos elementos que fazem parte da manutenção de um blog bem-sucedido.

Enquanto é fácil resumir a lista de tarefas a “escrever artigos”, basta um olhar mais atento para perceber que há muito mais trabalho que isso. Ao produzir cada peça de conteúdo, é preciso:

  • otimizar cada artigo para SEO: isso inclui garantir que a palavra-chave escolhida esteja presente no conteúdo, no título e na URL do post;
  • formatar o conteúdo de forma atrativa: imagens de alta qualidade influenciam no engajamento de qualquer blog post. É preciso tirar tempo para escolher e aplicar cada uma delas nos lugares apropriados do conteúdo;
  • promover o artigo nas redes sociais: para atrair leitores, é recomendado postar os artigos nas redes sociais da marca e por e-mail, para os assinantes da newsletter;
  • interagir com os leitores: o ideal é responder a cada comentário deixado nos posts do blog, para aumentar o engajamento com o público.

Cada uma dessas tarefas é possível graças à ajuda do CMS, uma solução que permite escrever, otimizar, formatar e publicar conteúdo, além de facilitar a promoção e interação com os leitores.

Quais os recursos dos sistemas de gerenciamento de conteúdo?

Chega a ser impressionante a quantidade de ações que podem ser realizadas em um CMS, tamanho o leque de recursos que boa parte das soluções existentes apresenta.

Não é à toa que os blogs hoje evoluíram para verdadeiros portais de conteúdo, muitas vezes com layouts que parecem vindos direto das revistas impressas mais modernas, enquanto outros possuem até funcionalidades de e-commerce.

Do básico ao avançado, alguns dos recursos mais importantes de um sistema CMS são:

  • produção: o CMS tem todas as ferramentas para produzir um artigo de blog, inclusive com links, imagens e vídeos. Também é possível agendar as publicações, uma boa forma de automatizar parte da estratégia;
  • edição: mesmo depois de publicar, o CMS permite editar ou excluir o conteúdo. Isso é importante caso seja preciso reciclar um post ou mudar a abordagem do blog, eliminando alguns artigos;
  • sistema de indexação: em um blog com muitas postagens, pode ser difícil encontrar um artigo. Com um bom sistema de indexação fica fácil achar qualquer post, com base no autor, data de publicação ou palavra-chave;
  • biblioteca de mídia: uma galeria de mídia facilita muito na hora de editar e aplicar imagens e vídeos em um post;
  • edição de layout: a maioria dos softwares de CMS permitem editar o layout do site. Alguns até contam com editores “arrasta-e-solta” para facilitar a vida de quem não é programador ou designer;
  • funcionalidades extras: mesmo que o template usado não tenha certas funcionalidades, é comum usar plugins que aumentam os recursos do site;
  • integração com outras ferramentas: é possível integrar um CMS à ferramentas de análise de métricas, e-mail marketing e até automação de marketing.

O que levar em consideração ao escolher um CMS?

A escolha de um CMS precisa ser feita com cuidado, para garantir que todas as necessidades da empresa com relação ao conteúdo sejam supridas.

Escolher mal resultaria numa inevitável troca de sistema mais tarde, trazendo um prejuízo de tempo e dinheiro para o negócio. Mas isso pode — e deve — ser evitado com um processo de escolha criterioso.

Existem inúmeras soluções de CMS no mercado, mas isso não significa que todas sejam indicadas para a demanda da sua empresa. Vale a pena tirar tempo para comparar os fatores mais relevantes. Entre eles, os que separamos para você abaixo:

Documentação

Por meio da documentação é que se conhece toda a estrutura de uma plataforma CMS. Suas principais funcionalidades, modelo de funcionamento, possíveis falhas (bem como as soluções para elas) e assim por diante.

Um sistema CMS com pouca documentação significa entrar em um terreno desconhecido, o que aumenta bastante os riscos e potenciais custos envolvidos no projeto.

Facilidade de uso

A facilidade de uso é um fator primordial, não só para usuários menos familiarizados com tecnologia. Manter um blog de alto nível exige concentração, e envolve diversas tarefas dos mais variados graus de dificuldade.

Uma plataforma complicada demais poderia facilmente frustrar os usuários e afetar seu desempenho no dia a dia. No fim, isso pode comprometer bastante o trabalho.

Infraestrutura

Qual a capacidade do software em questão para atender a demanda da sua empresa? É importante pensar também no futuro, caso as necessidades aumentem e seja necessário escalar a estratégia, talvez adicionando um subdomínio ou suporte a outro idioma.

Quando se trata de blogs corporativos, a facilidade de escala é fundamental, já que uma mudança de direção na empresa em uma plataforma de infraestrutura rasa poderia significar um grande custo de implementação e até perda de autoridade nos mecanismos de busca.

Suporte

Quando algo dá errado, que tipo de suporte é oferecido? Essa pergunta faz grande diferença para determinar se a sua empresa vai precisar gastar com profissionais terceirizados — ou contratar alguém — para cuidar da parte técnica do sistema ou não.

Normalmente, sistemas Open Source (de código aberto, que são gratuitos) precisam de documentação detalhada e uma comunidade ativa de voluntários, assim como uma quantidade grande de profissionais especializados no mercado.

Por sua vez, um sistema de gerenciamento de conteúdo pago requer uma equipe de suporte própria. É importante ver qual sistema de ajuda faz mais sentido para a sua empresa, e comparar a qualidade do trabalho entre as opções que considerar.

Quais são os melhores softwares de CMS do mercado?

Além dos critérios analisados acima, é possível escolher um CMS de qualidade por observar o que o mercado aponta como soluções confiáveis e robustas.

Você provavelmente já ouviu falar nos nomes dos softwares que vamos avaliar abaixo, e isso não aconteceu por acaso: eles estão há muitos anos entre os melhores sistemas de gerenciamento de conteúdo do mundo.

Mas qual será melhor para as necessidades e o fluxo de trabalho da sua empresa? Entenda melhor as principais características de cada CMS, e pense em qual se encaixa melhor na sua estratégia:

WordPress.org

O sistema de gerenciamento mais conhecido e usado no mundo, o WordPress praticamente dispensa apresentações. Com quase 20 milhões de sites no mundo usando o sistema, é claro que a comunidade e a documentação dele são completas.

Segundo pesquisa do W3Techs, 30% dos sites na internet usam o WordPress. Se pensarmos apenas nos sistemas de CMS (muitos sites não usam nenhum sistema do tipo), a participação de mercado do WordPress fica em impressionantes 60%.

Drupal

O Drupal partilha alguns elementos do WordPress, como a linguagem de programação usada (os dois funcionam em PHP) e a comunidade ativa de desenvolvedores.

Além disso, elementos como o funcionamento em módulos que se integram entre si e o fato de ser a escolha de organizações importantes — como o governo dos Estados Unidos —  fazem do Drupal um dos softwares mais conhecidos e respeitados do mundo.

Joomla!

O Joomla corre por fora, mas ainda assim é uma solução de respeito no mercado de CMS. Não é à toa que o sistema ganhou prêmios de melhor CMS gratuito e melhor aplicação Open Source em anos recentes.

A comunidade do Joomla! também é mundial e ativa, o que contribui para a estabilidade e o desenvolvimento contínuo do sistema.

HubSpot

HubSpot é a maior empresa de Inbound Marketing do mundo, e conta com um grande arsenal de ferramentas em seu portfolio de produtos, incluindo um sistema de gerenciamento de conteúdo.

O foco da ferramenta está na otimização do conteúdo para pesquisas, dispositivos móveis e aumentar as conversões.

Isso é feito por meio de navegação personalizada para os interesses dos visitantes, certificados de segurança, e muitos outros recursos.

A escolha de um bom CMS vai ter grande impacto na produção e distribuição de conteúdo da sua empresa. Por isso, siga as dicas que mostramos aqui, elas vão ajudar você a tomar a melhor decisão e escalar sua estratégia de marketing com eficiência e de forma lucrativa.

Outro software importante para a sua estratégia de marketing é o Digital Asset Management. Entenda o que é isso e como ele impacta os negócios da sua empresa!