Artigos

Qual é o tamanho ideal de uma equipe para a inovação?

Equipe para inovação

Aliar a tecnologia a ideias disruptivas tem sido um dos principais alicerces para as empresas mais inovadoras do mundo. Porém, nem todas as companhias com iniciativas promissoras conseguem, efetivamente, inovar. Um dos empecilhos para o desenvolvimento de ideias pode estar no tamanho das equipes.

Um estudo desenvolvido por professores da Universidade de Chicago e da Kellogg School of Management, da Universidade de Northwestern, publicado na revista Nature, indicou que as equipes menores são aquelas que tendem a ser mais inovadoras e disruptivas. Já as equipes maiores até tendem a se desenvolver, mas de forma mais conservadora.

As conclusões do estudo são um alerta para empresas que enxergam na necessidade de inovação o caminho para seu desenvolvimento.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Qual a importância de contar com especialistas e times multidisciplinares?

Responsável por conduzir a pesquisa, o Knowledge Lab é um centro da Universidade de Chicago, cujo trabalho é desenvolvido com técnicas computacionais avançadas para analisar como o conhecimento é produzido. Para avaliar qual o tamanho ideal para uma equipe inovadora, os pesquisadores se apoiaram em tendências do mercado atual.

De acordo com os pesquisadores, as tendências atuais em ciência e tecnologia indicam que há o crescimento de equipes em diferentes setores. Esse aumento é atribuído à especialização de atividades científicas, à melhoria na tecnologia de comunicação ou à complexidade dos problemas modernos que exigem soluções interdisciplinares.

Assim, é levantada a questão de como o trabalho desenvolvido por equipes maiores se diferencia daquilo que é realizado por pequenos grupos de profissionais. Para fazer essa comparação, foram analisadas mais de 65 milhões de documentos, patentes e produtos de software que abrangem o período de 1954 a 2014.

As conclusões do estudo indicam que equipes menores tendem a, efetivamente, serem mais inovadoras, em busca de novas ideias e oportunidades. Para propor novidades, os times menores fazem análises mais profundas do passado e tendem a entregar resultados mais bem-sucedidos no futuro.

Em contrapartida, as equipes maiores focam mais no desenvolvimento das atividades que fazem mais parte de sua rotina, sem efeitos que possam ser considerados disruptivos. São trabalhos reativos e que assumem poucos riscos.

Qual é o caminho ideal para a inovação?

Se grupos menores fazem pesquisas mais profundas, se distanciando mais de sua realidade, as equipes maiores tendem a se concentrar em estudos mais famosos e recentes.

Contudo, há um ponto de atenção. Os responsáveis pelo estudo alertam que os dois formatos de equipes são importantes para o desenvolvimento. Mesclar as duas formações pode ser a solução mais indicada para garantir o sucesso de ações inovadoras.

Enquanto equipes menores apresentam ideias inovadoras e mais promissoras, caberá às equipes maiores testá-las e desenvolvê-las.

Quer saber quem realmente tem proposto mudanças no mundo corporativo e alcançado resultados positivos? Confira quais são as empresas mais inovadoras do mundo e o que elas têm em comum!

Publicações relacionadas
Artigos

A nova era das comunidades on-line

Artigos

Omnichannel é o segredo para lucrar mais na Black Friday 2019

Artigos

Nostalgia é tendência de mercado, não só um sentimento

Artigos

Customer Centricity e a redescoberta da roda