Opinião

Especialistas em pesquisa: descubra os desafios e tendências dessa área em 2018

especialistas em pesquisa

Ao longo desses mais de sete anos atuando na área de pesquisas de opinião, aprendi que uma pesquisa bem feita pode ser uma ferramenta extremamente estratégica para nortear a tomada de decisão daqueles que a contratam, principalmente no Marketing Digital.

Aprendi isso (e muito mais!) com grandes especialistas da área de pesquisa, com os quais tive a grata oportunidade de trabalhar.

Por isso, achei importante perguntar pra eles (e dividir com vocês) quais os desafios e tendências dessa estratégia para 2018, além de pedir que falassem também sobre a importância  de se fazer pesquisa.

Todos os especialistas de referência na área entrevistados são diretores de empresas renomadas no setor, atuando em diversos segmentos das pesquisas de opinião (pesquisas de mercado, de avaliação de políticas públicas, de política governamental e eleitoral, etc.).

Confira a opinião deles sobre essa estratégia!

Miriam Braga: Diretora da Vetor Pesquisas

Na sua opinião, qual a importância das empresas fazerem pesquisas?

Pesquisa é uma ferramenta estratégica para as empresas. Fazer pesquisa é um investimento que permite otimizar os processos e o lucro.

Sendo feita com um bom desenho das ações, com bons profissionais envolvidos e com o rigor metodológico necessário, a pesquisa de mercado ou produto só tem a contribuir para o aprimoramento empresarial.

Temos resultados muito positivos da utilização de pesquisa em vários segmentos empresariais, mas posso citar como exemplo um trabalho que realizamos para o lançamento de um loteamento urbano: O estudo realizado sinalizou que seria possível vender a totalidade dos lotes com um preço maior do que estava previsto pelo incorporador do empreendimento. E assim aconteceu, a empresa lucrou 20% a mais do que era previsto.

Saber o que o seu cliente pensa, o que ele quer, quanto pode pagar, quais os argumentos são mais estratégicos para encantá-lo é um conhecimento muito precioso e estratégico na gestão do negócio.

Porém, não basta simplesmente fazer uma pesquisa para que ela proporcione um ambiente mais favorável para o sucesso do empreendimento, é fundamental também que os resultados das pesquisas sejam usados com sabedoria.

O que faz o sucesso da empreitada não é a pesquisa, mas o uso inteligente dessa ferramenta que permite conhecer padrões de comportamento e de atitudes.

O uso das informações de pesquisa com sabedoria pelas empresas proporciona a tomada de decisões de forma mais estratégica e, com isso, permite obter vantagens competitivas e resultados otimizados

Pesquisar é transformar os dados brutos em informação para serem usados pelas empresas com conhecimento e sabedoria.

Quais os principais desafios e tendências da área de pesquisas para 2018?

Atualmente, o principal desafio para quem realiza pesquisa é conseguir dar os resultados mais rapidamente e atingir os objetivos propostos sem jamais sacrificar a qualidade e o rigor metodológico pela agilidade.

Para isso, é necessário aprimorar os controles e zelar sempre pela veracidade do que foi apurado, além de contar com profissionais capacitados. Esses são os desafios.

Quanto às tendências, não dá para ignorar o avanço e a facilidade que a tecnologia digital e a internet nos facultam.

Essas tecnologias têm sido absorvidas com uma certa tranquilidade pela pesquisa de mercado e nem tanto pela pesquisa política, que ainda se mostra um pouco mais resistente.

Como exemplo desse avanço tecnológico, temos hoje a neuropesquisa com a integração de equipamentos e softwares que permitem a leitura de movimentos do olhos e da face, por exemplo.

Além dos aprimoramentos de estudos etnográficos e grandes bancos de dados que podem ser segmentados por meio da inteligência artificial.

No geral, a grande tendência é o aproveitamento das ferramentas da era digital como facilitadores do trabalho de pesquisa.

Roberto Liberato: Co-founder e CSO da Expertise Inteligência e Pesquisa de Mercado

Qual a importância das empresas fazerem pesquisas?

A pesquisa de mercado pode ser considerada a primeira ferramenta do sistema de informação de marketing data driven.

Ela é fundamental para otimizar a decisão de investimentos nas melhorias de processos na satisfação dos clientes, no teste de viabilidade de produtos incluindo a definição de preço ótimo, na gerenciamento da marca e na definição de políticas públicas. Sobre isso, eu poderia citar mais de uma dezena de aplicações.

No entanto, acredito que o principal valor das pesquisas de mercado está no apoio e otimização da tomada de decisão dos gestores em um mundo inundado por informação.

Quais os principais desafios e tendências da área de pesquisas para 2018?

Os profissionais e empresas de pesquisa tem como principal desafio a transformação digital.

Uma das forma será a coleta de dados por meio de painéis de respondentes via web. Nessa vertente cito o Opinion Box, uma das mais premiadas startups do país que vem democratizando a pesquisa de mercado.

Além disso os profissionais e empresas da área terão de incorporar as novas tecnologias para fazer mais com menos.

O domínio de tecnologias como Big Data e Machine Learning, aplicados à pesquisa de mercado, permitirão a geração de insights cada vez mais  estratégicos e consequentemente mais valiosos para as empresas.

Tenho visto muito uma analogia de que “Dados é o novo petróleo” e permito-me discordar, porque o petróleo em estado bruto não tem utilidade, mas transformado e refinado ele gera muito valor.

As empresas de pesquisa possuem uma capacidade analítica muito grande e aquelas que entenderem isso e conseguirem dominar as tecnologias citadas estarão muito bem posicionadas, caso contrário acredito que terão um grande problema.

João Francisco Meira: Diretor da Vox Populi

Qual a importância das empresas fazerem pesquisas?

Qualquer tipo de organização —  empresas, grupos de interesse e instituições — necessita estabelecer um fluxo permanente de informações relevantes a respeito dos públicos com quem interage. É por isso que essas organizações precisam de pesquisas.

De fato, as pesquisas são as ferramentas que selecionam os sinais que importam, a partir do vasto mundo de ruídos que nos cercam e que fazem com que as organizações consigam saber:

  • o que interessa para elas?
  • qual é a reputação delas?
  • qual é o sentimento que elas despertam perante o público?
  • qual é a posição dela na tessitura da sociedade?

Nenhuma organização pode se desenvolver sem algum tipo de pesquisa, embora haja muitas maneiras de se obter as informações necessárias.

Quais os principais desafios e tendências da área de pesquisas para 2018?

Ao meu ver, existem duas tendências principais em termos de metodologia de pesquisa para além dos métodos convencionais qualitativos e quantitativos.

Ambas têm a ver com o mundo dos grandes dados, mas são trabalhados de forma diferente.

A primeira é a análise, mais ou menos, estática de grandes massas de informações existentes em bases públicas que podem ser reorganizadas e retrabalhadas gerando novos insights sobre algo de que já pensava-se saber.

A segunda tem um caráter mais observacional e se beneficia das pegadas digitais deixadas pelos indivíduos em seu permanente navegar pelo espaço virtual.

Há muitas empresas trabalhando com somente uma ou ambas as abordagens, e frequentemente surgem novas aplicações.

Porém, creio que ainda há muito espaço de criação nessas áreas e que tais tendências devem avançar por muito tempo.

Danilo Cersosimo – Diretor da Ipsos Public Affairs

Qual a importância das empresas fazerem pesquisas?

De um modo geral eu diria que para as empresas é importante fazer pesquisa para compreenderem e monitorarem as dinâmicas da sociedade e de seus públicos-alvo.

A tomada de decisão precisa levar em conta essas informações para que os padrões de ações das empresas sejam baseados em dados, que traduzam os anseios dos consumidores e dos cidadãos.

Fazer pesquisa é minimizar ou – preferencialmente – erradicar os erros dos processos de decisão em marketing de comunicação.

Quais os principais desafios e tendências da área de pesquisas para 2018?

Como profissional de pesquisa de opinião pública eu diria que o maior desafio para 2018 será prover dados e análises precisas sobre o cenário eleitoral, especialmente frente às dificuldades cada vez mais presentes em pesquisas desse tipo.

Pensando em tendências de médio e longo prazo, eu diria que o desafio é oferecer soluções de pesquisa cada vez mais ágeis e alinhadas com as mudanças da sociedade, buscando integrar diferentes métodos de coleta online por meio das redes sociais com os métodos mais tradicionais.

Malco Camargos: CEO do Instituto Ver – Pesquisa e Comunicação Estratégica

Qual a importância das empresas fazerem pesquisas?

As pesquisas são o principal instrumento para as empresas conhecerem a si mesma, aos seus clientes e seus concorrentes.

É por meio das pesquisas que as empresas formulam suas estratégias comerciais e divulgação de sua marca e produtos. Assim, nota-se que a pesquisa é um dos pilares mais fundamentais para o planejamento estratégico de uma empresa.

Em um mercado cada vez mais competitivo e com clientes cada vez mais exigentes, o uso da pesquisa, nas tomadas de decisões, não pode ser considerado diferencial, mas, sim, insumo primordial para uma gestão eficiente.

Se sua empresa não usa de pesquisas em suas decisões, pode ter certeza que seu concorrente utiliza e que em alguma hora, você se surpreenderá com algo novo enquanto que seu concorrente, por meio das pesquisas, já estará preparado para novos desafios.

Quais os principais desafios e tendências da área de pesquisas para 2018?

O principal desafio enfrentado pelas empresas de pesquisas atualmente está relacionado com a volatilidade das opiniões. Em nosso novo contexto social, a agilidade, disponibilidade e fluxo de informações faz com que as pessoas possuam opiniões mais voláteis em relação a praticamente tudo. Desde de opiniões políticas a produtos e serviços preferidos. As preferências de hoje podem mudar em poucos dias e, até mesmo, horas.

Como já falei, muito disso se deve aos instrumentos informacionais presentes em nosso dia a dia. As mídias sociais, como Facebook, Twitter e WhatsApp, e a popularização dos smartphones e dos planos de internet móvel hiper conectaram as pessoas, mantendo-as 24h atualizadas sobre praticamente tudo que a elas interessam.

Nesse sentido, as empresas de pesquisas reagiram incorporando novos métodos para coleta de dados em mídias sociais e, também, agilizaram a coleta tradicional dos dados. Hoje, em poucas horas, e não mais dias, é possível realizar pesquisas sólidas e confiáveis.

Outra inovação, que não podemos deixar de destacar, é a incorporação de técnicas computacionais de mineração de dados cada vez mais presentes no dia a dia das empresas de pesquisa.

Você gostou das respostas e tendências indicadas pelos especialistas? Acho que não restam dúvidas de que as pesquisas são instrumentos importantíssimos para a sua empresa, certo?

Aproveite e faça download do nosso ebook Pesquisas de Marketing: como planejar, executar e gerar leads para sua empresa.

Publicações relacionadas
Opinião

IPO da Uber: lições da turbulenta trajetória da proeminente (e polêmica) empresa do momento

Opinião

A diversidade não é (só) uma propaganda da Benetton

Opinião

Vamos sobreviver à sobrecarga de informação? Uma análise histórica

Opinião

Por que existem tão poucas empresas de capital aberto no Brasil?