Desenvolva sua equipe

Inteligência competitiva: qual a importância de fazer uma análise SWOT dos seus concorrentes

Inteligência competitiva

É inviável gerenciar uma empresa atualmente sem considerar a chamada inteligência competitiva (IC), um termo comum na Era da Informação e que precisa ser bem trabalhado pelas organizações.

Porém, como entender as principais estratégias que o mercado está utilizando? Uma das alternativas mais adotadas é a pesquisa de marketing.

Esse instrumento é a maneira mais eficiente de gerar dados internos e externos ao negócio. A partir deles, você pode antecipar tendências e exigências do mercado. Em outras palavras, você consegue realmente efetivar o processo de inteligência para usar as informações a seu favor.

Para compreender melhor esse assunto, neste post vamos explicar melhor o que essa abordagem significa e por que ela é tão importante para sua empresa. Além disso, apresentaremos dicas práticas para executar a ideia a partir da análise SWOT.

Assim, você gerará insights valiosos e agregará valor ao seu negócio. Ficou curioso? Então, acompanhe e veja como aproveitar as oportunidades!

O que é uma estratégia de inteligência competitiva?

Esse conceito aborda o uso de informações do mercado — especificamente de clientes, fornecedores e concorrentes — de maneira estratégica a fim de obter vantagem competitiva. Portanto, é um processo de levantamento de dados sobre o segmento de atuação para tomar decisões estratégicas e táticas com mais exatidão.

O propósito dessa abordagem é produzir informações para decidir o caminho mais correto a seguir. Sua meta principal é manter ou, de preferência, aumentar a competitividade organizacional a partir de dados relevantes para o negócio.

Em suma, é uma forma de identificar tendências, descobrir oportunidades, desenvolver análises estratégicas e detectar riscos, que ajudarão a empresa a seguir o rumo mais preciso dentro da avaliação mercadológica obtida. Para chegar a esse resultado é preciso implementar o ciclo da IC, que é composto por 4 etapas:

  • planejamento: é o estudo do problema com a consequente definição dos procedimentos a serem adotados;
  • coleta: consiste no processo de captura de dados que, após interpretação, se transformarão em informações;
  • análise: é o momento de geração da inteligência;
  • disseminação: é o encaminhamento de inteligência formalizada a partir de uma apresentação lógica e de fácil entendimento.

Essas 4 fases podem ser implantadas de diferentes formas. Como veremos em seguida, a análise SWOT é uma das estratégias mais relevantes nesse contexto.

Por que ela é tão importante para a sua empresa?

Conhecer o seu concorrente e compreender o cenário em que o mercado está inserido é essencial para alcançar o sucesso. Perceba que essa é uma forma de entender o que ocorre ao redor da sua empresa para garantir que ela seja mais competitiva.

É basicamente a ideia do livro A Arte da Guerra, de Sun Tzu. Um dos ensinamentos principais da obra é o seguinte: “se você conhece o inimigo e a si mesmo, não tema o resultado de cem batalhas. Se se conhece, mas não ao inimigo, para cada vitória sofrerá uma derrota. Se não conhece nem o inimigo nem a si, perderá todas as lutas”.

Assim, fica evidente que é impossível ficar alienado e conhecer somente a sua companhia é insuficiente. É preciso estar aberto às inovações, implementar as novidades e deixar as estratégias rígidas de lado para substituí-las pela flexibilidade. Dessa forma, seu negócio estará preparado para a transformação digital e as exigências oriundas desses novos tempos.

Em suma, as principais vantagens da aplicação da IC no contexto corporativo são:

  • redução das surpresas derivadas da concorrência;
  • identificação de ameaças e oportunidades;
  • alcance do conhecimento relevante para formular o planejamento;
  • aprendizado com acertos, erros e apostas feitas pelos concorrentes;
  • compreensão do impacto que suas ações estratégicas causarão nas outras empresas do setor;
  • realinhamento e revisão da estratégia organizacional;
  • garantia de meios para atingir mais sustentabilidade para o negócio.

Tenha em mente que essa abordagem é tão relevante que está sendo aplicada em todos os tipos de empreendimento, independentemente de porte. Além disso, boa parte das 1.000 maiores empresas listadas pela Exame já têm uma equipe destinada a analisar os aspectos relativos à IC.

É por isso que seu negócio precisa aproveitar essa estratégia. Assim, verá quais são os pontos fortes e fracos, além de poder implementar inovações e mudanças com mais eficiência e eficácia.

Como adotar a inteligência competitiva a partir de uma análise SWOT?

Essa pergunta será respondida em seguida. Primeiramente, é preciso entender que a sigla SWOT deriva de:

  • strengths: forças;
  • weaknesses: fraquezas;
  • opportunities: oportunidades;
  • threats: ameaças.

O objetivo é, portanto, identificar esses 4 elementos na sua organização, na concorrência e no mercado. De modo geral as forças e fraquezas são do seu negócio e outras empresas do setor. Já as oportunidades e ameaças são referentes ao mercado.

Por isso, as duas primeiras são controláveis, enquanto as duas últimas só podem ser amenizadas se você acompanhar as tendências por IC e pesquisa de marketing.

A partir dessa compreensão, chega o momento de ver como aplicar essa estratégia diretamente na sua companhia. Os 2 principais passos são os que listamos, a seguir.
[formulario id=”d024a374-c369-471d-9fda-1375f7fdc6f3″ titulo=”Faça o download gratuito do nosso template” descricao=”Preencha o seu email e receba um template de apresentação para a análise SWOT da sua empresa:”]

Colete informações secundárias

A ideia é conhecer melhor os aspectos analisados sobre a empresa concorrente e o segmento econômico em que ela está inserida. A análise SWOT é relevante nesse contexto, porque ajuda a prever a estratégia futura a ser adotada pela concorrência.

Uma boa ideia é contar com relatórios trimestrais atualizados das análises SWOT, a fim de entender como a concorrência veem a si próprios e qual nível de ameaça sentem em relação ao seu negócio. Perceba que o objetivo é ter uma postura de tomador de decisão e identificar momentos para a ação corporativa.

Essa é uma maneira de destacar riscos e oportunidades enfrentados pela organização em uma situação competitiva. A partir disso, é possível redefinir o problema da inteligência e seguir o caminho mais adequado.

Aplique a análise SWOT propriamente dita

Essa abordagem trabalha com os 4 vieses já explicados. Veja como detalhá-los para se adequarem à realidade da sua companhia.

Forças

O objetivo é destacar, pelo menos, 5 pontos fortes que indiquem por que o cliente escolhe os seus produtos ou serviços, e não os da concorrência. Faça isso ouvindo colaboradores e clientes e evidencie os ganhos a clientes, funcionários e prospects.

Fraquezas

A ideia é listar no mínimo 5 pontos negativos a partir da identificação do que sua concorrência faz melhor que sua empresa. Também é importante ouvir colaboradores e clientes, e lembrar de sempre prestar atenção aos feedbacks recebidos.

Oportunidades

As oportunidades de mercado devem ser registradas a partir de pesquisas de marketing e análise de tendências de consumo, que são embasados em uma gestão data driven.

Verifique como sua empresa pode se adequar à demanda e quais inovações pode aproveitar para seu modelo de negócios. Esse é o caso da BASF, que fazia fitas VHS e cassete, mas aproveitou as chances do mercado para se reposicionar e se tornar líder no setor químico.

Ameaças

Os riscos existentes no mercado, como um novo produto ou serviço da concorrência, devem ser analisados para identificar o que faz sua empresa perder clientes.

Um exemplo simples é a Kodak, que foi a primeira a inventar a máquina fotográfica digital, mas estacionou no tempo por achar que isso acabaria com os filmes utilizados até então. Com isso, perdeu espaço no mercado.

Seguindo essas dicas, sua empresa pode seguir as diretrizes de gigantes da economia, como a Natura, que usou a inteligência competitiva para conquistar uma maior fatia de mercado e se distanciar da concorrência, especialmente a Avon, que usa o mesmo modelo de venda. O resultado foi uma reavaliação do perfil estratégico e um posicionamento que colocou a companhia brasileira na liderança nacional.

Agora que você compreendeu melhor esse assunto, que tal se aprofundar no mundo da análise de dados? Basta ler sobre Business Intelligence, o que é essa estratégia e como utilizar para a inteligência empresarial.

Publicações relacionadas
Desenvolva sua equipe

Vale do Silício: empresas que podem te trazer insights valiosos

Desenvolva sua equipe

Marketing de Conteúdo para Educação em uma estratégia concreta

Desenvolva sua equipe

Customer Success e onboarding: o segredo de uma aliança perfeita

Desenvolva sua equipe

Para a hotelaria sair da crise é preciso inovar digitalmente