Artigos

Market Network é uma rede de negócios que ajuda empresas e consumidores

Market network

O mundo finalmente está avançando para o nível mais alto de empreendedorismo, principalmente no que diz respeito à maneira como as pessoas trabalham umas com as outras. Ou seja, estamos cada vez mais conectados e colaborativos. Boa parte disso se deve ao market network.

Para tirar o máximo dessa rede, é necessário entender o conceito, como tudo começou, os atributos de uma estratégia bem-sucedida, benefícios para empresas, consumidores e exemplos de market network que deram super certo.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

O que é e como surgiu o market network

Podemos dizer que é uma mistura de mercado e rede social com uma solução SaaS para ajudar os provedores de serviços a trabalhar com clientes e outros prestadores por mais tempo. 

Os espaços de market network ou rede de mercado tratam principalmente sobre transações, mesmo que haja definitivamente análises e a pontuação geral em que os clientes em potencial baseiam suas decisões de compra. São projetos duradouros e mais complexos em vez de apenas negociações rápidas.

É o mesmo que ter dois locais separados para marcar a presença da sua empresa no comércio online: um mercado para vender coisas e a rede social para construir relacionamentos.

Se precisar de colaboração com outros profissionais do setor para formar equipe e fornecer um serviço de ponta a ponta, o market network vai ajudar. 

Nele, a sua empresa é um provedor de serviços, mas, também, uma persona com um perfil, histórico, análises, pontuação, etc. É possível se unir a outras para fornecer um serviço complexo a um cliente e canalizar o fluxo de trabalho por meio de uma solução SaaS.

Para entender como essa ideia nasceu, basta fazer um passeio pela história da evolução da internet. O início dos anos 90 foi marcado pela capacidade de transformar um computador conectado em servidor. A facilidade de transmitir informações para qualquer pessoa online representou uma enorme oportunidade de negócio. Esse período é conhecido como web 1.0.

A partir dos anos 2000, o termo que mais se destacou na web 2.0 foi plataforma. Nessa fase, a internet mudou completamente de um simples “quadro de recados” para uma postura mais colaborativa. Ou seja, havia um verdadeiro compartilhamento de conhecimentos e vontade de criar coisas juntos. 

Os 7 atributos de uma estratégia bem-sucedida

1. Abrange serviços complexos

Nos últimos tempos, as empresas focaram em transações ágeis. Marcas como a Uber tornaram mais eficientes as compras de serviços simples. Entretanto, ações como planejamento de eventos e outros que exigem parceria com vários fornecedores são vistos como ideais para a aplicação do market network.

2. Prioriza as pessoas 

O market network é pensado para reconhecer que cada cliente ou profissional contratante é único. Nesse sentido, todas as pessoas envolvidas não são facilmente intercambiáveis. Por isso, é fundamental buscar soluções que otimizem o processo.

3. Promove a colaboração em torno de um projeto

Nos serviços mais complexos, diversos profissionais colaboram entre si e também com o cliente por um longo período. Nesses casos, manter o SaaS no centro de tudo permite concentrar as ações do projeto em um só lugar. 

4. As pessoas envolvidas têm perfis exclusivos

Perfis ​​com informações exclusivas para o seu contexto dá às pessoas envolvidas um motivo para voltarem e interagirem nesse ambiente. A plataforma captura parte da sua identidade melhor do que em qualquer outro lugar na Web.

5. Os relacionamentos são de longo prazo 

Durante anos, redes sociais como LinkedIn e Facebook ajudaram a construir relacionamentos de longo prazo. No entanto, até o market network surgir, elas não eram usadas para comércio e transações como agora.

6. As indicações fluem livremente

O marketing boca a boca é tão fundamental para as empresas quanto para os parceiros. O software de rede de mercado foi projetado para facilitar esse processo, tornando as indicações quase espontâneas.

7. Maior velocidade de operação e satisfação

Ao colocar a rede de profissionais e clientes em software, a rede de mercado incrementa a velocidade das transações para todos, aumenta a taxa de fechamento das propostas e agiliza o pagamento. O software também aumenta os índices de satisfação do cliente, reduz a falta de comunicação e torna o trabalho agradável e bonito. 

Market network beneficia empresas e consumidores

As redes de mercado têm uma vantagem sobre os mercados online simples, pois incentivam uma conexão mais significativa e de longo prazo que uma transação tradicional. 

Elas imitam como os negócios acontecem na vida real: as redes de profissionais e clientes que aparecem nesses sites geralmente começam com pessoas que se comunicam há anos se convidando para o site e criando uma versão online de uma rede que já existia antes via fax, telefone, cadastros etc.

Assim, enquanto as empresas aumentam a própria autoridade no mercado e geram receita, os clientes ganham um ecossistema bem estruturado para atender às suas necessidades. 

Toda empresa pode fazer parte de um market network?

Existem certos setores em que esse fluxo de trabalho não é um bom negócio. Por exemplo, quem atua com serviços jurídicos, consultoria comercial ou reforma de residências não pode fechar acordo sem antes negociar o preço de acordo com as particularidades de cada caso. 

Aqui estão outros tipos de empresas que não deveriam adotar esse recurso:

  • aquelas que cobram taxas como intermediárias;
  • capitalistas que investem em serviços de lojas físicas;
  • mercados que não estão agregando valor aos fornecedores.

O market network tem potencial de incomodar os mercados tradicionais, pois faz negócio de uma maneira totalmente nova. Ele não é sobrecarregado pelos limites burocráticos de uma indústria, fornece um valor diferente e possivelmente até melhor que o modo padrão. 

Exemplo de market network

A HoneyBook, plataforma de gerenciamento de relacionamento com clientes que é voltada para pequenas empresas, lançou um sistema que permite aos fotógrafos de casamento compartilharem fotos e vídeos com os clientes. Para isso, tudo foi planejado para manter as redes sociais em evidência.

Logo após o lançamento, a equipe se dedicou ao fornecimento de ferramentas de faturamento e gerenciamento de projetos SaaS para um público mais amplo de fornecedores de casamentos.

Em vez de optar pelo modelo SaaS tradicional, a marca resolveu inovar com o market network para obter resultados melhores. O setor de casamentos e eventos que a empresa já estava mirando era o ajuste perfeito para esse novo modelo. 

Inclusive, o planejamento de eventos normalmente envolvia a coordenação com vários fornecedores, o que significa que existia mercado de todos os lados. A plataforma da HoneyBook podia se conectar. Os eventos também costumavam levar meses para planejar e envolver um UX desajeitado e frustrante de rastrear e-mails e assinar contratos em papel que um fluxo de trabalho SaaS poderia otimizar. 

Essa rede de fornecedores cria uma dinâmica de mercado única, na qual as transações podem ocorrer entre uma variedade de nós ou tipos de perfil diferentes, em comparação com um mercado de dois lados com funções de comprador e vendedor mais bem definidas. 

Rock Content e iClips são parte de um market network

Aqui no Brasil, a Rock Content, maior empresa de marketing de Conteúdo da América Latina, com sede em Belo Horizonte, São Paulo, Juiz de Fora e também no México, recentemente iniciou uma estratégia de market network para atender a todo o mercado de marketing e publicidade.

Explicando melhor, a iClips, companhia pioneira de software para gestão de projetos em agências, agora faz parte do portfólio da Rock. O objetivo principal é fazer com que as agências consigam escalar as entregas e fornecer experiências mais significativas para os clientes. 

Segundo os fundadores Diego Gomes, Vitor Peçanha e Edmar Ferreira, a ideia é dobrar a participação da iClips nos mercados de sistemas de gestão para agências. Dessa forma, todas as agências que ainda não eram atendidas pela Rock Content poderão contar com uma plataforma que atende à todas demandas simultaneamente.

Um exemplo disso é o iJob, uma funcionalidade que permite convidar anunciantes para colaborar em projetos criativos. Outra inovação é a criação de um recurso específico para os players, como a metodologia OGO (Organização, Gestão e Otimização), que otimiza as entregas e torna as vendas mais lucrativas.

Com a parceria, a iClips lançou a versão gratuita da plataforma, que é integrada à rede de talentos da Rock Content. Agora, as agências menores também podem se beneficiar do software, pois antes a versão free era limitada por apenas sete dias. 

Essa mudança é muito positiva para fortalecer a missão de facilitar possibilidades de crescimento que as duas empresas compartilham. Com isso, é possível aumentar a produtividade e, ao mesmo tempo, manter a qualidade que os clientes esperam.

Market network é uma rede que combina os elementos principais dos mercados e redes sociais. Uma das maiores vantagens é fornecer uma plataforma na qual os envolvidos possam configurar perfis exclusivos e se comunicarem para fechar bons negócios.

Um dos motivos pelo sucesso do market network é colocar o cliente no centro. Para saber mais sobre esse o assunto, leia a segunda edição da revista digital da Rock Content, que fala sobre a filosofia de customer centricity e quais os impactos na estratégia das empresas.

Publicações relacionadas
Artigos

Leitura ganha destaque na quarentena

Artigos

Mumbuca, o dinheiro maricaense

Artigos

Os primeiros passos em machine learning

Artigos

Dia dos Pais dá retorno para empresas