Desenvolva sua equipe

Marketing de comunidade: como criar um e aproximar as pessoas do seu negócio

Marketing de comunidade

A palavra “comunidade” significa comunhão, harmonia, elementos comuns de um grupo. E, para o marketing digital, isso não poderia soar melhor. Basicamente, desenvolver um senso de unidade entre várias pessoas é um dos principais objetivos em uma estratégia.

Contudo, chegar lá não é fácil. Não se trata apenas de atrair e converter pessoas, é preciso realizar um trabalho diário de fazê-las se sentir partes vitais do grupo.

Hoje, as empresas podem (e devem!) agir em função de criar o senso de comunidade entre seus clientes e parceiros.

Considerando que convencer as pessoas a praticar determinadas ações é um objetivo essencial em marketing, isso se torna muito mais fácil quando essas pessoas pertencem a um determinado grupo.

Para chegar lá, é preciso estar atento às dúvidas, anseios e desejos comuns dessa coletividade na rede, e este artigo vai te ensinar como chegar lá. Acompanhe!

O que é Marketing de Comunidade?

É a uma estratégia de marketing que tem o objetivo de criar uma presença de marca — bem como sua visão e valores — e uma relação mútua de comunicação entre seus membros.

Ou seja, a sua marca pode ser o objeto central da sua rede de ideias, mas os membros da comunidade também desenvolvem canais de comunicação entre eles.

Uma comunidade fornece os meios para que os indivíduos possam compartilhar suas necessidades e desejos e conversar entre si sobre isso.

Paralelamente, a empresa tem a missão de se manter como o agente mais importante de circulação desse fluxo de informações, além de respondê-las prontamente, fazendo os membros da comunidade se sentirem importantes por isso.

No longo prazo, esses efeitos são poderosíssimos.

Uma estratégia completa precisa de um método para reter membros, e torná-los mais engajados do que nunca.

Sabe por que? Mesmo que um usuário seja convertido até a aquisição, que ele utilize os seus serviços e se sinta satisfeito por isso, ainda sim há uma probabilidade de 60 a 80% de ele não voltar a fazer negócios com você.

E isso acontece por causa da falta de conexão com a sua marca.

Se você não desenvolve uma imagem permanente e positiva na mente das pessoas, você pode conquistar a satisfação do cliente, mas nunca a sua lealdade.

Em outras palavras, você pode gerar valor momentâneo em uma aquisição, mas nunca conquistará o valor de longo prazo (ou lifetime value) sem criar uma certa química nessa relação.

Assim, é a criação de um senso de comunidade que preencherá essa lacuna, levando o seu negócio ao crescimento acelerado.

Como desenvolver uma comunidade para o meu negócio?

Não importa o quão bom é o seu produto ou serviço, essa percepção não será igual entre todos. Além disso, uma empresa é feita de pessoas, o que leva a sua máquina de sucesso do cliente performar de maneira assimétrica e, muitas vezes, imprevisível.

Por causa disso, não existe fórmula perfeita nem atalhos para desenvolver uma comunidade. O sucesso está no processo. O trabalho diário de converter e engajar novos membros, pouco a pouco, é que vai levar à transição de prospects em participantes diários da relação com a sua marca.

Consequentemente, os métodos a seguir podem parecer clichês à primeira vista, mas são práticas fundamentais para o Marketing de Comunidade.

Passo 1: desenvolva a telepatia

É claro que não estamos falando de nada sobrenatural aqui. O termo “telepatia”, aqui, é utilizado para exemplificar o quanto você precisa aproveitar cada informação sobre os desejos da comunidade.

Ao desenvolver uma comunidade, é preciso entender que as pessoas reagem de maneira diferente quando estão sendo observadas ou, em outras palavras, participando de um grupo. É como se você tivesse que entrar na mente das pessoas tanto em seu comportamento individual, quanto em seu ambiente coletivo.

Por isso, o seu funil de conversão deve sempre obter as seguintes informações dos membros e potenciais membros da sua comunidade:

  1. Qual é a importância principal do seu negócio para a comunidade?
  2. O que leva alguém a participar de uma comunidade?
  3. Quais ideias funcionam para provocar engajamento na comunidade?
  4. Quais ideias não funcionam e por quê?
  5. Como o comportamento dos usuários aumenta o engajamento e a felicidade em participar do grupo?
  6. Quais ideias se pode tirar dos dados obtidos com as conversões?

Ter as próprias opiniões levadas em consideração é algo apreciável por todas as pessoas, e é o primeiro passo para construir uma imagem que vai permear as ações e escolhas dos membros da sua comunidade.

Uma vez que você desenvolve essa telepatia, mais claros serão as intenções das pessoas ao participar de um time. Automaticamente, será uma nova fonte de insights para o seu planejamento.

Passo 2: ofereça conteúdo relevante todos os dias

Gerir uma comunidade significa, antes de tudo, desenvolver o seu próprio tom de voz e ajudar sempre. Por isso, um dos seus principais esforços deve ser o de oferecer toneladas de recursos para desenvolver a comunidade.

Não se trata apenas de publicar novos materiais sempre, mas de ir atrás das pessoas que precisam e oferecer tudo isso sem pedir nada em troca. Faça os membros e potenciais membros da sua comunidade enxergar a sua marca como um porto seguro de informações confiáveis que vão desenvolvê-las pessoalmente.

Comunidade significa retenção, engajamento. Então, é preciso criar uma estratégia que faça o seu conteúdo chegar às pessoas sem que elas tenham que procurar demais, mesmo que isso não seja importante para a aquisição de novos clientes e parceiros.

Esteja presente não somente nos meios tradicionais de marketing de conteúdo, como os blogs, e-books e redes sociais. Acompanhe os membros da sua comunidade onde quer que estejam, seja em fóruns, canais de chat, grupos de facebook etc.

Dar uma resposta pessoal e imediata todos os dias vai solidificar a sua importância para o grupo.

Passo 3: aprenda com os membros da comunidade

Se você está criando uma comunidade em torno do seu projeto ou negócio, isso significa que milhares de pessoas vão circular ali diariamente. Evidentemente, sua empresa como agente central deve fornecer conteúdos e ensinamentos todos os dias.

No entanto, aprender com os membros da comunidade não só trará mais conhecimento para desenvolvê-la, mas também desenvolverá o sentido de importância no grupo.

Por exemplo, se eu sou membro de uma comunidade relevante, quando alguém de dentro da empresa exalta aquilo que ensino, eu me sentirei mais engajado. Isso fará com que eu entenda o quanto a minha participação é importante e que estou tendo resultados positivos em participar coletivamente.

Portanto, se você está gerindo uma comunidade, procure estabelecer canais de recebimento de ideias. Não é possível saber tudo sobre todos os usuários, e se aproveitar de conhecimentos genuínos individuais é uma etapa fundamental no processo.

Encontre membros de destaque na sua rede e procure aprender com eles cara a cara. Em seguida, divulgue isso para os outros, isso irá instigá-los a praticar o ensinamento e o aprendizado diários.

Passo 4: faça muitas perguntas

No fim das contas, você precisa impressionar os membros da sua comunidade. Crie um ambiente em que você possa sempre aprender com eles.

Além do aprendizado técnico, descobrir pontos de melhoria por meio de feedbacks vai te poupar muito trabalho de tentativas e erros.

Por isso, há diversas formas de perguntar à sua comunidade o que você pode fazer para torná-la melhor. Conheça alguns exemplos:

  • Net Promoter Score: você pode utilizar um aplicativo especializado ou perguntar por e-mail à sua comunidade.
  • Canais de chat: uma janela de chat no seu blog, site ou mídia social é uma fonte contínua de informações da sua comunidade. Dezenas de serviços hoje podem te ajudar a implementá-los.
  • Surveys e enquetes: fazer perguntas publicamente ou para uma base específica é uma forma de engajar a sua comunidade. Nesse caso, é importante realizar ações que mostrem que as respostas estão sendo utilizadas para construir coisas novas.
  • Pesquisas: Levantar dados, estatísticas e insights sobre algum assunto relevante para a comunidade é um trabalho muito valorizado. Assim, a sua empresa trabalha em função de ajudar a todos, fornecendo informações à sua comunidade que dificilmente seriam obtidos por indivíduos isolados.
  • Caixas de comentários: comentários são uma métrica de engajamento da sua comunidade, além de mostrar para o público qual é o tom de voz adotado pela sua empresa e sua marca.
  • Depoimentos: uma das vantagens de ter uma comunidade é que nela há pessoas que adorariam publicar algumas palavras sobre o quanto a sua empresa gera valor para elas. Depoimentos têm grande poder de influência, além de serem um retorno gratificante sobre o seu trabalho.

Por que começar a utilizar Marketing de Comunidade agora?

Hoje, é preciso compreender que o desenvolvimento de comunidades é uma tendência crescente. Além de aumentar o lifetime value das suas aquisições, será um lugar onde você sempre poderá abastecer a sua rede de contatos e parceiros, além de aprender diariamente.

Ao gerir uma comunidade, o seu papel será descobrir como crescer junto com o grupo, persuadindo seus membros a crescer individualmente e compartilhar esse crescimento coletivamente.

Portanto, seja curioso, ofereça ensinamentos e esteja preparado para ouvir a sua comunidade todos os dias.

Publicações relacionadas
ArtigosDesenvolva sua equipe

Como começar sua estratégia de marketing de conteúdo em 2019

Desenvolva sua equipe

Vale do Silício: empresas que podem te trazer insights valiosos

Desenvolva sua equipe

Marketing de Conteúdo para Educação em uma estratégia concreta

Desenvolva sua equipe

Customer Success e onboarding: o segredo de uma aliança perfeita