Artigos

Namorados se apaixonam pelo e-commerce

Coração formado por linhas de luz azuis

O dia dos namorados chegou e, devido às novas circunstâncias, foi necessário que empresas dos mais diversos setores reajustassem seu modelo de trabalho para conseguir atender os casais durante o período de isolamento social.

O dia dos namorados durante a pandemia está fazendo com que comerciantes de todo o país enfrentem o mesmo desafio: como conseguir manter essa data lucrativa com tantos obstáculos?

Com o isolamento social, o público também precisou mudar seus hábitos de consumo: empresas como restaurantes, que se acostumaram com reservas lotadas antes mesmo do dia 12 de junho, terão que transformar sua forma de atender para conseguir estar presente no dia dos namorados, em casa.

Lojas de roupas, sapatos, perfumes e itens variados também estão com o mesmo dilema: criar campanhas que estimulem a compra online para a data.

A força do e-commerce

O e-commerce já vem em crescimento no Brasil há alguns anos. O estudo Perfil do E-commerce Brasileiro mostrou que, após dois anos de crescimento moderado, em 2019 o e-commerce no Brasil cresceu 40%, o que fomenta a ideia de que o público está abraçando cada vez mais a possibilidade de comprar online.

O que antes gerava muitas dúvidas, sobre confiabilidade das lojas online, segurança dos dados de cartão e muito mais, hoje abre portas para que diversos negócios consigam aumentar ainda mais a clientela e desenvolver completamente online.

Ainda nesse estudo, a Webshoppers Ebit/Nielsen mostrou que no primeiro semestre de 2018, o mercado de e-commerce havia faturado aproximadamente 23,6 bilhões.

Com a pandemia causada pela covid-19, empresas que ainda não estavam desenvolvendo seu potencial no mundo online tiveram que mudar de estratégia e entrar de vez nos e-commerces. O isolamento social fez com que mais pessoas passassem a consumir online, o que exigiu que empresas diversas se adaptassem a essa nova realidade.

Um artigo divulgado na Money Times mostra informações interessantes sobre o e-commerce: de acordo com a pesquisa, 57,2% dos entrevistados pretendem comprar produtos online para a data comemorativa. Ainda nessa pesquisa, a metade dos entrevistados está em busca de promoções para aproveitar o momento com economia. Dentre os setores mais buscados, alimentos e bebidas tiveram 26,6% dos votos, enquanto chocolates representaram 15,5%, moda 25% e cosméticos, 16,6%.

De bombons a perfumes, tudo online

A impossibilidade de livre circulação exigiu que os hábitos de consumo mudassem, mesmo entre aquelas pessoas que não possuem o hábito ou não gostam de comprar pela internet.

Em datas comemorativas como o dia dos namorados, as escolhas para presentes, desde bombons até perfumes se fez online.

O Boticário, uma das marcas mais conhecidas no país de perfumes e produtos de higiene pessoal, abraçou uma campanha de comunicação diferenciada para conseguir atrair ainda mais o público e melhorar as vendas durante esse cenário que estamos vivendo.

A empresa convidou o ilustrador e designer Felipe Guga para assinar algumas ilustrações que compõem os kits de dia dos namorados da empresa. Esses produtos vão de R$29,90 a R$249,90, e são adquiridos apenas online: pelo site, pelo aplicativo, por whatsapp ou através de um revendedor autorizado.

Uma matéria divulgada no Estado de Minas mostrou o crescimento do investimento em e-commerce por parte das chocolaterias. De acordo com Maricy Porto, diretora de marketing do Grupo CRM, o delivery está sendo um dos principais canais de vendas da Kopenhagen e da Chocolates Cacau Brasil durante esse período. A diretora comentou que as empresas ofereceram ofertas imperdíveis especialmente para garantir que, mesmo com a pandemia e o isolamento social, o dia dos namorados continuasse sendo uma data recheada com os melhores chocolates.

A matéria ainda aborda outras empresas. Dentre as citadas, Lindt também se destaca: a empresa decidiu criar uma linha de produtos especiais para o dia dos namorados, aumentando ainda mais seu alcance e a busca dos consumidores por produtos diferenciados para presentear.

A pandemia chegou justamente no período de páscoa, e desde então empresas que trabalham com chocolates estão precisando investir ainda mais na comunicação e na venda online.

Uma outra reportagem do Estado de Minas trouxe a discussão sobre um diferente setor: as lojas de roupas. O “delivery de roupas” também aumentou consideravelmente durante a pandemia, e um dos maiores diferenciais para que as empresas realmente se destaquem nesse setor é a possibilidade de oferecer um atendimento diferenciado e estratégico para os clientes.

Assim, durante o período de preparo e compras para o dia dos namorados, quem gosta de dar roupas pôde se preparar com calma e contar com profissionais diferenciados para ajudar a encontrar o presente perfeito.

De acordo com a ABComm, Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, na primeira semana de isolamento social, as lojas virtuais tiveram um aumento de mais de 180% em vendas nas categorias de alimentação e saúde.

Para quem quer presentear no dia dos namorados, as opções são inúmeras: com o crescimento do mercado virtual no Brasil, lojas diversas estão disponibilizando um atendimento diferenciado e venda online para ajudar clientes a conseguirem consumir sem sair de casa.

Para as empresas, é importante repensar as formas de trabalho e conseguir criar estratégias que vão ajudar a melhorar ainda mais a relação com os consumidores. Para os consumidores, as opções são diversas, e será necessário conferir as melhores para fazer uma boa escolha.

De qualquer forma, o crescimento é uma realidade, e o mercado possivelmente será muito impactado mesmo após a pandemia. Quando as atividades estiverem normalizadas, e o comércio efetivamente aberto, algo novo ficará: os consumidores agora conhecem as praticidades do mundo online, e as empresas, sem dúvidas, aprenderam a importância de oferecerem um serviço diferenciado, e isso estará diretamente ligado à necessidade de estar online, vender pela internet e oferecer um atendimento próximo e personalizado.

O dia dos namorados durante a pandemia é um acontecimento histórico que está mexendo diretamente na forma de trabalhar de muitos negócios. Para entender um pouco mais sobre os impactos da pandemia no mercado, confira a pesquisa do Olist que traz um panorama do setor de marketplaces e mostra tendências e oportunidades.

Publicações relacionadas
Artigos

Predizer ou prescrever, eis a questão

Artigos

Por que focar em small data?

Artigos

Como liderar com a ansiedade ao seu lado

Artigos

Compras em lojas físicas: ao vivo, mas sem sair de casa