Artigos

O poder da publicidade nativa aplicada na sua estratégia de conteúdo

native ads

Escrevi esse texto no meu terceiro dia de estágio de verão em uma empresa de publicidade nativa na Eslovênia. O nome dessa empresa é Zemanta e eles fazem um trabalho incrível junto com a Outbrain.

Se você nunca ouviu falar nessas empresas ou no termo “publicidade nativa”, talvez já tenha escutado os profissionais de marketing usando a sua tradução para o inglês: “native ads”.

Essa estratégia é um formato de mídia paga muito usada para promoção de conteúdos. Geralmente, ela está ligada aos conteúdos editoriais, no formato de in-feed ads, para que ela se apresente de forma mais amigável na experiência do usuário.

Esses anúncios são feitos como posts patrocinados em redes sociais ou com recomendações de conteúdo feitas por plataformas como a Outbrain. Já a Zemanta intermedia o contato dessas plataformas com as agências que cuidam das estratégias de conteúdo das empresas, amplificando a divulgação dos seus links.

Ambas, facilitam o trabalho das empresas e utilizam um recurso de machine learning, para que todo o processo aconteça em tempo real.

Nesse artigo, você vai entender melhor o que é native ads e como ele pode ajudar o seu negócio a crescer quando combinado com a sua estratégia de conteúdo.

Afinal, o que é native ads?

Há um tempo atrás estava rolando o meu feed do Instagram e vi um conteúdo visual da C&A que me fez curtir a postagem sem perceber que era um anúncio patrocinado. Havia pouco tempo que o Instagram tinha atualizado para uma nova versão. No dia seguinte fui até a loja para comprar a peça.

A publicidade nativa é a postagem de anúncios pagos que tem relação com a mídia, conteúdo e perfil do consumidor. Ela costuma ser encontrada em feeds de mídia social ou como “recomendado” em uma página da web.

Geralmente sua aparência é tão leve que ela se mistura com a sensação de conteúdos que complementam o que está sendo consumido.

sponsor

Ao contrário dos anúncios gráficos ou dos banners, a publicidade nativa não é realmente parecida com os anúncios e são como parte do fluxo editorial da página. Portanto, a chave da propaganda nativa é que ela não é disruptiva.

Promover conteúdos é aumentar as vendas

Quando combinamos uma estratégia de marketing de conteúdo com native ads, o retorno sobre investimento que recebemos consegue ser surpreendente, já que ambas conseguem atingir a persona de diferentes formas.

Por conta disso, muitos produtores de conteúdo estão usando a publicidade nativa para que possa ser criado uma sensação de proximidade e um sentimento de engajamento vindo dos consumidores em potencial.

Esse fator acontece principalmente, pois esse formato de anúncio combate a famosa fadiga do turbilhão de propagandas que recebemos diariamente e que raramente paramos para prestar atenção. Ele consegue fazer com que a exposição da marca seja encoberta por um conteúdo editorial relevante e interessante para que o público se sinta envolvido.

Dessa forma, a chance da sua publicidade receber cliques aumenta muito. O que impacta diretamente na etapa de consideração e decisão do seu cliente em potencial, potencializando, assim, suas vendas.

sponsor

Relação com conteúdos para social

Existem alguns conteúdos que sabemos que vão impactar muito mais o público nas redes sociais do que farão sentido para ranqueamento de uma palavra-chave. Nós chamamos esses artigos de conteúdos para social.

No entanto, é complicado atingir o público certo, já que nas redes sociais a informação é muito volátil. A publicação que você fez às 15 horas do dia de hoje, talvez não chegue na sua persona que não teve tempo de abrir o LinkedIn, por exemplo.

Dessa forma, o investimento nessa estratégia não atinge toda a sua capacidade. O que acaba fazendo com que muitos dos seus clientes em potencial não consigam consumir um conteúdo de qualidade.

Nessa realidade, a publicidade nativa funciona. Segundo a Outbrain, os consumidores que param para analisar anúncios nativos são 53% a mais dos que analisam anúncios gráficos.

Isso acontece, pois a promoção do native ads será feita para a pessoa certa, na hora certa, assim como a estrátegia de marketing de conteúdo.

Os benefícios de investir na publicidade nativa

É interessante ressaltar que com o surgimento das novas tecnologias, as marcas terão que tomar mais cuidado com a forma de abordar um cliente em potencial.

Se você parar de ler esse texto por 10 segundos e olhar em volta, quantas marcas consegue ver?

O contato com as publicidades é feito até mesmo inconscientemente. Já faz parte da interação do ser humano com a tecnologia.

Por isso, a solução para muitas empresas é investir no native ads, já que assim, os conteúdos personalizados podem se fundir naturalmente com os hábitos e fontes de consumo da sua audiência.

Assim, de acordo com a Outbrain, os anúncios nativos criam um aumento de 18% na intenção de compra, e o engajamento visual é o mesmo, e até um pouco maior, do que com o conteúdo editorial original.

folha de são paulo

Além disso, a taxa média de lembrança de marca com publicidade nativa é 2x maior do que com banners tradicionais. Afinal, o consumidor encontra publicidades de marcas que ele consome usualmente ou que vende produtos do interesse dele, a chance de se engajar é muito maior.

Um outro fator interessante é que depois que o usuário ficar envolvido com sua publicidade nativa, você pode impactá-lo novamente usando uma mídia display com uma mensagem muito mais direcionada, o que aumenta as chances de conversão.

Dessa forma, você manterá contato e ficará mais perto de quem demonstra interesse pelo seu produto ou serviço.

Como você pode ver, combinar ambas as estratégias de publicidade nativa e conteúdo podem trazer diversos benefícios para a sua marca. Se você quer saber mais sobre essa estratégia assine a newsletter do Inteligência.

Publicações relacionadas
Artigos

O profissional T do Marketing

Artigos

Leitura ganha destaque na quarentena

Artigos

Mumbuca, o dinheiro maricaense

Artigos

Os primeiros passos em machine learning