Panorama das Agências Digitais

Como preparar a sua agência para o próximo ano por meio de dados?

O mercado de agências no Brasil é extremamente competitivo, além da quantidade de negócios existentes também existe o fato dele sempre estar em constante transformação.

Enquanto há alguns anos atrás, o modelo tradicional dominava, com foco nas divulgações em televisão, rádio e jornal. Já hoje, ser digital não é mais um diferencial, mas sim, uma característica básica para sobreviver.

Ter em mãos dados que ajudem a acompanhar todas essas transformações é algo valioso e que podem ajudar a preparar e garantir o sucesso da sua agência para os próximos anos.

Por isso, chegamos a quarta edição da pesquisa Panorama das Agências Digitais, realizada em parceria com a Resultados Digitais. Esse estudo pode ser visto como um guia para prever as próximas tendências e se antecipar frente ao mercado.

Bônus: Panorama Latam

Além de analisarmos o mercado nacional, também fizemos algo inédito: criamos um estudo completo sobre o panorama Latam.

Para conferir o relatório completo de forma gratuita, clique aqui!

Principais resultados

Abaixo, você pode conferir o infográfico completo da pesquisa, com algumas das principais descobertas desta edição:

Diversificação de serviços e especialização em nichos

Entre as principais ofertas que as agências brasileiras oferecem estão: compra de mídia digital (80,7%), gestão e monitoramento de mídias sociais (79,9%), criação de campanhas de email marketing (71,4%), marketing de conteúdo (77,3%) e criação de landing pages (70,4%).

Após ler essa lista, existe alguma oferta que a sua agência já oferece ou se ainda não, tem condições de passar a ofertar?

Ampliar a oferta de serviços oferecidos pela agência não significa apenas contratar mais profissionais e tentar ofertar algo nunca feito antes. Terceirizar pode ser uma opção mais vantajosa, tanto economicamente quanto uma forma de garantir a qualidade do que será feito.

Atividades como produção de vídeos (48%), construção de sites (46%), assessoria de imprensa (28,7%) e geração de conteúdo (28,4%) são as que as agências brasileiras preferem contratar terceiros do que realizar internamente.

34,9% das agências já investem em segmentos específicos do mercado. Os principais são e-commerce (16,4%) e tecnologia (13,9%). Escolher um nicho e se especializar pode ser um diferencial, caso você ainda não tenha uma estratégia parecida.

Se você quer iniciar algo parecido, conheça em nosso relatório quais são as áreas com as maiores/menores procuras e analise o quão viável é para a sua agência se posicionar como autoridade na modalidade escolhida.

Estratégias de retenção e principais causas para a perda de clientes

Os profissionais entrevistados acreditam que os principais motivos pelos quais a agência na qual trabalham é escolhida por um determinado cliente é devido a credibilidade (48,7%), foco na entrega de resultados (47,6%), especialização em alguma oferta de serviço (37,8%) e por parcerias estratégicas (31,0%).

Já as causas mais apontadas de perda de clientes foram concorrência direta (31,8%), dificuldade de apresentar resultados (25,7%), internalização de serviços e atividades da agência pelo cliente (25,4%) e demandas que vão além da capacidade técnica (22,8%).

Tendo em mãos esses dados você consegue identificar algum ponto que se assemelha à realidade da sua agência e possíveis melhorias a serem promovidas?

Para trabalhar a questão de retenção, as principais estratégias apontadas foram relatórios de acompanhamento (64,2%) e alinhamento de expectativas (61,7%). Eles já são feitos por você?

Relatório na íntegra

Com este post você pode ter uma ideia das questões abordadas na pesquisa e como elas podem influenciar no desempenho da sua agência para o próximo ano.

Para ficar de fato preparado, faça o download gratuito do estudo e confira com detalhes todos os dados analisados.

Panorama das agências digitais 2019