Opinião

8 especialistas revelam os 3 principais erros dos iniciantes em Marketing de Conteúdo

principais erros em marketing de conteúdo

A alta concorrência entre as empresas impulsiona os negócios a buscarem novas maneiras de atrair a atenção do público.

As possibilidades oferecidas pelo meio online, como o grande número de usuários e a facilidade de mensurar os resultados e o retorno — se comparada a estratégias offline — são algumas das grandes vantagens.

De acordo com a pesquisa Content Trends 2017, 71% das empresas adotam a estratégia de Marketing de Conteúdo e 68,9% pretendem adotá-la.

Além disso, 71,7% das empresas que se consideram bem-sucedidas nesta estratégia possuem uma maturidade intermediária ou avançada.

Porém, 72,8% das empresas que se consideram pouco bem-sucedidas ou mal sucedidas nesta estratégia possuem uma maturidade básica.

Dados que revelam como o Marketing de Conteúdo é uma estratégia de longo prazo.

No entanto, existem erros que você pode evitar se você for iniciante nessa estratégia. Para te ajudar a não cometê-los, perguntamos para os especialistas em Marketing de Conteúdo quais são os 3 principais erros dos iniciantes. Confira:

Bruno Torres – Co-founder e Diretor de Marketing da CargoX

bruno torres.jpg.png

Definição da persona: Alguns profissionais diriam que não ter uma persona clara é um dos maiores erros que você pode cometer. No meu caso, o erro foi justamente ter definido a persona, mas de forma errada.

Quando temos consciência de que a estratégia não está bem definida ou não está feita, temos um senso maior de urgência para redefinir e arrumar. Já quando você define de forma errada, mas não tem a consciência do erro em um planejamento de longo prazo, você passa a acreditar que está na direção certa e perde muito tempo até identificar o erro.

Colocar a estratégia em segundo plano: A CargoX nasceu com metas ambiciosas e tínhamos que focar em um planejamento que trouxesse resultados de curto prazo, como elas passaram a dar certo e os números apareceram, as estratégias de conteúdo ficaram em segundo plano. Grande erro!

Estrutura do time que vai tocar a estratégia: Mesmo com parceiros para a produção do conteúdo, é importante ter uma equipe interna de profissionais que possam fazer o sucesso da estratégia. Errar no perfil do profissional que compõe a equipe e não ter atividades claras para esses profissionais pode representar alguns meses perdidos em seu resultado.

Alexandre Estanislau – Fundador da Bolt Brasil

Alexandre Estanislau.png

Esquecer da Brand Persona: Um dos grandes erros que são cometidos em Marketing de Conteúdo é iniciar o projeto olhando somente para a Buyer Persona e se esquecer da Brand Persona.

Isso cria um problema muito sério, que é saber muito bem qual é o alvo e esquecer de quem vai atirar a flecha. Além disso, esta prática cria distorções muito perigosas, principalmente quando a produção do conteúdo é feita cada vez por um redator diferente.

Estratégia de curto prazo: Outro ponto importante é ajustar a expectativa do cliente em ter resultados positivos no curto prazo. Pode até acontecer, mas a experiência mostra que são raríssimas as exceções.

Não produzir conteúdos de acordo com as etapas do funil: Um erro muito comum é não reconhecer a importância de cada tipo de conteúdo. Julgando que a pessoa que consome o conteúdo conhece muito do assunto e isso te faz produzir conteúdos mais complexos ou achar que todos são muito iniciantes e produzir somente conteúdo de topo de funil. Ou seja, é fundamental dosar na produção de conteúdo de acordo com as etapas do funil: topo, meio e fundo.

Vitor Peçanha – Co-fundador da Rock Content

peçanha-foto.jpg.png

Não fazer planejamento: Atenção. Muita gente começa a criar conteúdo antes de planejar os objetivos e definir público-alvo. Isso gera um desperdício de tempo e torna a estratégia ineficiente.

Não documentar: Quem só executa a estratégia sem documentar o que está sendo feito e os processos do dia a dia não consegue identificar o que dá certo e errado e achar pontos de melhoria. Crie planilhas, utilize ferramentas e faça reuniões com o seu time para ver o que está sendo feito.

Marketing de Conteúdo é rotina: Um grande erro dos iniciantes é achar que marketing de conteúdo é um trabalho pontual e não criar uma rotina de criação, promoção e atualização de conteúdo. Para isso, conte com um calendário editorial.

Diego Cordovez – Co-fundador e CMO da Meetime

Diego cordovez.jpg.png

Conteúdo desconectado do processo de vendas: Muitas vezes o conteúdo é focado em uma palavra-chave e pensado somente na aquisição. Pergunte-se sempre: “como o conteúdo ajuda o meu cliente a resolver um problema e o meu vendedor a se posicionar como autoridade no assunto?”

Isso engaja e resulta em uma conversa qualificada que ajuda realmente a sua empresa a vender.

Não prestar atenção à profundidade do conteúdo e exigências da persona: É comum vermos empresas começando com posts padronizados e, às vezes, muito superficiais. E se a persona consome conteúdos dentro e fora do país e é exigente e muito educada no assunto, esse conteúdo passa despercebido e ignorado.

O primeiro sintoma é um blog sem comentários, ou seja, seus artigos acabam não chamando atenção. Entender a exigência da persona é essencial.

Conteúdo sem DNA: Aqui na Meetime fazemos alusões a filmes, personagens, usamos palavrões disfarçados com #@$, humor etc.

Tudo isso é aliado a uma linguagem mais técnica (Inside Sales) com termos em inglês. Esse fato ajuda o nosso leitor a identificar um post nosso nos primeiros parágrafos. Da mesma forma, toda empresa que produz um artigo precisa acrescentar algo nele que a identifique e a separe das demais.

Stephanie Sant’ Anna – Coordenadora B2B Growth na 99

Stephanie.jpg.png

Marketing de Conteúdo não é só postagem em blog: Acredito que o principal erro para quem está começando Marketing de Conteúdo é achar que essa tarefa se resume apenas em elaborar e publicar posts no blog. Na verdade, isso é apenas o começo do processo e é necessário também investir em ações para divulgar o blog e conteúdos ricos, além de planejar e criar uma régua de nutrição para os subscribers.

Não usar o LinkedIn: Um grande erro é não utilizar o LinkedIn como ferramenta para aumentar a abrangência dos posts do seu blog. Este canal ajuda muito na divulgação!

Não utilizar materiais ricos: Por último, não subestime os materiais ricos como ebooks e infográficos. Eles devem ser muito bem divulgados em mídias como o Facebook, por exemplo. Isso garante que seus subscribers aumentem rapidamente!

Marcelo Trevisani – CMO da CI&T

Marcelo Trevisani.pngSubestimar a necessidade de investimento: Erroneamente, as pessoas pensam que esta estratégia é uma ferramenta mágica, que produz resultados globais com investimentos microscópicos.

O Marketing de Conteúdo pode sim ser mais “econômico”, mas existem investimentos sistemáticos, continuados e que estejam de acordo com os objetivos de negócio da marca.

Falta de estratégia: Produzir conteúdo, como qualquer ação de branding, requer alinhamento com os objetivos da empresa. Gerar notícias, vídeos, ebooks, ou o que seja, sem pensar em como essas peças podem se transformar em ferramentas de marca, não passa de desperdício de recursos.

Não estar preparado para medir resultados: Em tempos de big data/analytics, tudo pode ser medido e com conteúdo não é diferente. Desde o planejamento, todas as ações precisam ter objetivos e metas claros para gerar aprendizados e resultados claros para toda a organização.

Pedro Filizzola – CMO da Samba Tech

pedro filizzola.png

O profissional de Marketing moderno tem que saber usar a internet para atrair e converter clientes. Essa é justamente uma das premissas do Inbound Marketing, conceito que tem sido adotado por diversas empresas em todo o mundo para crescer de forma exponencial. E dentro Inbound, uma das principais estratégias é usar o Marketing de Conteúdo. Só que, na hora de implementar o Marketing de Conteúdo, é importante tomar cuidado com alguns erros:

Escrever sem ter um objetivo por trás: Não comece a escrever loucamente só porque você leu que é importante fazer Marketing de Conteúdo, ou porque seu concorrente está fazendo. Comece a escrever loucamente sim! Mas tenha um objetivo claro do que você quer com seus posts e materiais ricos.

Gerar leads, vender para os leads, ser referência, se comunicar com os clientes, compartilhar cases? Não importa qual seja o seu objetivo, desde de que você tenha um. Esse será o seu norte para construir a estratégia por trás de tudo o que você vai produzir.

Esperar resultados de curtíssimo prazo: Começar a ter resultados sólidos com Marketing de Conteúdo demora. Tenha isso na cabeça antes mesmo de começar e controle a sua ansiedade (e do seu chefe). Você vai ganhando relevância e vai crescendo sua base de visitas orgânicas e consequentemente geração de leads ao longo dos meses.

Na Samba Tech, por exemplo, levamos entre 6 a 9 meses para começar a realmente ver um volume maior de visitas e potenciais clientes chegando no nosso blog e site. Mas hoje, produzir e divulgar conteúdo é uma das nossas principais atividades dentro do Marketing.

Só escrever e esperar os louros da vitória: Produziu um conteúdo bacana, otimizado, com imagens, vídeo, CTA para o seu form de cadastro, links internos etc. Agora é só esperar a chuva de visitas e leads? Nope!

Se conteúdo é Rei, distribuição é a Rainha. Para ajudar na pulverização desse conteúdo e fazer com que mais pessoas o descubram é importante apostar na promoção via redes sociais, campanha de emails, parceria com outras empresas, e por que não mídia paga.

Diego Gomes – CMO da Rock Content

diego-gomes-150x150.pngNão persistir: Muitas pessoas desistem logo no início da estratégia, antes de aprender o que funciona ou não. O conteúdo é um esforço de longo prazo e não uma campanha.

Não promover: Social, email, backlinks e guest posts. O seu site é só um pedaço da estratégia. É preciso olhar pra fora e espalhar a mensagem para ter sucesso. Na rock por exemplo fazemos dezenas de guest posts por mês e geramos centenas de backlinks, além de ter uma profissional dedicada de social media.

Não atualizar: Conteúdo tem data de validade e precisa ser revisitado de tempos em tempos. Aqui na rock, tivemos resultados espetaculares atualizando conteúdos antigos. Além dessa estratégia ter sido benéfica para nós, permitimos que os nossos usuários tenham acesso a conteúdos sempre atuais.

Quer saber mais opiniões? Confira as melhores técnicas de estratégia de SEO segundo os especialistas brasileiros.

Curso Marketing de Conteúdo

Publicações relacionadas
Escolhas do EditorOpinião

Dados são a base para experiências valiosas — Carta ao leitor da 4ª edição da Rock Content Magazine

Opinião

A inteligência em tratar do outro

Opinião

Assepsia numérica

Opinião

Como a experiência de conteúdo vai evoluir depois do coronavírus