ArtigosDesenvolva sua equipe

The Content Generation: conheça o nosso tema do RD Summit 2018

RD SUMMIT 2018

Desde 2014, marcamos presença no RD Summit com os nossos famosos estandes temáticos. De Rock Your Business, bandas de rock até séries famosas, sempre fazemos questão de oferecer uma experiência memorável para os participantes do evento.

Com isso, um dos nossos lemas é sempre superar o ano anterior e traçar um conceito inovador. Fazer tudo isso acontecer é um desafio para o nosso time de comunicação, liderado pela Lizandra Muniz, que alinha toda a estratégia usadas nas nossas campanhas.

Neste ano, decidimos que não queremos basear o nosso conceito em outras vertentes, mas sim fundamentar a campanha na própria Rock Content e no que fazemos de melhor: o Conteúdo.

Tudo passa, mas e o conteúdo?

Conteúdo é a base do nosso trabalho, é o que nos sustenta como o nosso maior case de sucesso e é o que impulsiona os resultados dos nossos clientes.

No entanto, sabemos que essa estratégia sempre esteve presente nos mais diversos formatos. Já se perguntou quais tipos de informações as pessoas consumiam há 50 anos atrás?

O tempo sempre se mostrou como aliado, e podem se passar anos, o conteúdo estará lá, contando histórias.

Um dia um funcionário perguntou para o Edmar Ferreira, CEO da Rock Content, o que fazia ele levantar todos os dias para ir trabalhar. Ele respondeu que é o conteúdo que podemos dividir uns com os outros e a possibilidade de ensinar muitas pessoas ao mesmo tempo, o compartilhamento de conhecimento e as oportunidades oferecidas para milhares de freelancers.

É essa a nossa paixão e é esse o sentimento que queríamos passar para os participantes do RD Summit 2018.

A linha do tempo do conteúdo

Tratamos muito o conceito de conteúdo no marketing digital, mais especificamente no marketing de conteúdo, mas sabemos que para chegar aqui passamos por muitas transformações e nossos consumidores também.

Trabalhar com marketing é se reinventar todos os dias e as pessoas que vão no RD Summit sabem muito bem disso.

Pensando em toda essa mensagem, decidimos criar uma linha do tempo do conteúdo nesses três dias de evento.

O passado: ele sempre esteve ali

Já parou para pensar que em poucos anos atrás usavámos o disquete para armazenar arquivos? Tudo estava ali, em um quadrado de plástico. Depois vieram os CDs, pen drive e agora a nuvem.

Esses dispositivos têm a mesma função: armazenar conteúdo. Porém, agora estamos muito mais alinhados com as necessidades do presente, que inclui o compartilhamento rápido de informações possibilitado pela internet.

Com uma pegada nostálgica procuramos trazer para o primeiro dia do evento os elementos que fizeram parte do nosso passado, principalmente aqueles que envolviam a tecnologia da época. Quem não lembra das estratégias da Nintendo que marcaram nossas vidas?

Criando uma conexão com o público e suas memórias da infância, conseguimos mostrar que o conteúdo esteve ali, sempre presente em nossas vidas.

O presente: a era digital

Agora, mais forte do que nunca, sabemos a importância de nos comunicar com as pessoas por meio de conteúdos relevantes.

Entendemos que o comportamento virtual, a comunicação visual e as redes sociais dominam o nosso dia a dia.

Somos bombardeados de informações a todo momento, e para fugir de propagandas massivas, as empresas estão pensando cada vez mais no seu cliente, colocando-o no centro e criando engajamento com a marca.

Além disso, vemos como a velocidade da mudança nos impacta cada vez mais. Sabemos que as estratégias são inovadas a todo tempo e que precisamos nos reinventar para sobreviver.

Para isso, precisamos do conteúdo mais do que nunca. É ele que educa os consumidores sobre essas mudanças, que conversa e mostra autoridade no assunto. É ele que cria o diferencial que os tempos modernos exigem e fortalece o marketing de experiência.

Saiba porque a Red Bull e a Coca-Cola sabem disso muito bem.

Portanto, no segundo dia decidimos colocar esses temas em pauta e dialogar com as pessoas em volta do nosso estande. Queríamos provocar o pensamento de como a internet e a comunicação digital são tão importantes para todos nós nos dias de hoje.

O futuro: tendências e apostas

Não conseguimos saber ao certo qual será o futuro do conteúdo, mas temos nossas apostas.

No último dia do Summit decidimos mostrar para vocês as tendências que acreditamos serem pertinentes paras os próximos anos.

A análise dos dados, a aprendizagem de máquina e a inteligência artificial cada vez mais compreendidas e aplicadas dentro das empresas. O conteúdo se tomando forma em dispositivos de voz, adaptados em uma realidade virtual com ebooks interativos e o vídeo ocupando a internet.

Sabemos que esses são temas que causam muita curiosidade, estamos ansiosos para saber o que o futuro reserva.

Afinal, todos queremos saber como será o marketing daqui uns anos. Porém, de uma coisa temos certeza: o conteúdo sempre estará presente na sua mais avançada forma.

Onde você entra nessa história?

O conteúdo é uma estratégia que sempre estará presente — mesmo que mudem os formatos ou as estratégias de divulgação —  ele sempre irá direcionar o marketing.

E o que você, como profissional de marketing, tem a ver com isso?

Entenda: não importa as próximas tecnologias. Se você não tiver um bom relacionamento com o seu cliente, pesquisando e criando uma conexão, de nada irá adiantar.

É hora de entender o papel da criação de conteúdo para sua estratégia, aprender com o passado, entender o presente e se preparar para o futuro. E principalmente: como o seu cliente está se comunicando hoje e como ele vai se comunicar daqui alguns anos.

Gostou do nosso conceito e quer conhecer mais sobre o marketing de conteúdo? Queremos te ajudar! Marque uma avaliação gratuita com os nossos consultores para saber se você está seguindo o caminho certo.

Publicações relacionadas
Artigos

Crescimento do e-commerce no Brasil é oportunidade para indústrias e grandes empresas

Artigos

Funcionários de grandes empresas esperam encontrar equilíbrio entre vida social e trabalho

Artigos

O Amazon Prime Day é um case de sucesso recorrente que grandes empresas devem se atentar

Artigos

Omnicanalidade: projeções para o futuro do varejo