estatísticas de marketing digital

11 novas tendências de Marketing Digital: conheça as principais estratégias para você investir

Já é hora de começar a planejar a estratégia de um novo ano e definir as metas desejadas.

Como o Marketing Digital é uma prática que muda muito, evolui o tempo todo e sempre é desenvolvida com novas tendências, muitos profissionais se perguntam se eles devem manter a estratégia do ano passado ou fazer mudanças.

Essa é uma questão delicada, já que com a transformação digital e um mercado em que a tecnologia toma cada vez mais espaço, é preciso considerar a utilização de novas alternativas.

Pensando nisso, decidimos reunir 11 tendências de marketing digital que você poderá investir.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Tendência mais importantes para 2018

A Smart Insights fez um estudo com 850 profissionais de marketing perguntado qual a tendência de marketing que mais impactará a empresa em 2018. Vamos nos basear em alguns resultados dessa pesquisa ao longo do texto.

Cerca de 20% apontaram o Marketing de Conteúdo como a mais importante. Em segundo lugar ficou o Big Data e em terceiro a inteligência artificial e o machine learning, ambas com 14% de adesão. Confira o gráfico:

O Marketing de Conteúdo é a estratégia que alimenta todas as comunicações digitais nas redes sociais e nutre as leads por meio de materiais ricos e email marketing para a criação de experiências que convertem.

De acordo com a Content Trends 2017, 71% das empresas adotam a estratégia de Marketing de Conteúdo e 58,3% pretendem adotar e já deram início a fase de implementação.

O Big Data ajuda na tomada de decisão sobre qual técnica escolher e ajuda a alcançar respostas mais cuidadosamente.

Essa estratégia inclui insights e análises de dados que estão orientando muitas campanhas de marketing digital.

Já a Inteligência Artificial e o Machine Learning são estratégias muito mencionadas ao longo de 2017 e estão começando a tomar espaço nas empresas.

Saiba como a Inteligência Artificial pode ser aplicada no seu negócio neste post.

O mais interessante é que, com a transformação digital no marketing, essas estratégias podem ser trabalhadas juntas e oferecer resultados de impacto.

Tendências de Marketing para aplicar em 2018

1) Integração dos processos da empresa

Apesar das estratégias apontadas acima, algo que está preocupando bastante os profissionais de marketing é a integração de todos os processos.

Estar em todos os canais é importante, mas isso tem como consequência a criação de "data silos". Esses dados soltos e que impedem a consistência ocorrem sempre que um sistema de dados é incompatível ou não está integrado com outros sistemas.

Unir todos estes pontos e conectá-los para trabalhar a experiência do cliente de uma forma otimizada é um dos principais problemas que as organizações precisam enfrentar em 2018.

De acordo com a Smart Insights, apenas 6% das empresas acham que seu processo de integração está completamente otimizado, mas 32% estão trabalhando nisso.

Neste ano, vimos muitas pessoas explicando e entendendo as oportunidades. Já em 2018, as empresas começarão a considerar as soluções e implementar.

2) Atividades de marketing e ciclo de vida do cliente

Como o Marketing Digital está em constante atualização e fica mais complexo com o passar do tempo, técnicas como definir personas e mapear jornadas do cliente aumentam sua importância e ajudam a definir as comunicações e experiências mais relevantes.

Para isso, pense do ponto de vista dos clientes sobre as oportunidades de comunicação em diferentes tipos de negócios, seja dando suporte ao longo da jornada deles ou oferecendo um atendimento personalizado.

3) Personalização do site e melhora da experiência do usuário

Para aumentar a relevância e o engajamento, a personalização do site tem sido amplamente utilizada nos setores de e-commerce.

Um método útil para revisar seu uso de personalização no nível superior é essa pirâmide de personalização de experiência.

A Pirâmide de Personalização

Os três níveis apresentados na pirâmide são:

  • 1. Otimização: experiências estruturadas. O Google Optimize é um exemplo de um desses serviços lançado em 2017;
  • 2. Segmentação: conteúdos especializados para aumentar o direcionamento e a conversão;
  • 3. Personalização: uso da tecnologia de inteligência artificial para oferecer uma experiência individualizada para a cada cliente.

Assim, a principal tendência na personalização é o aumento do uso da inteligência artificial em vez das práticas manuais. Além disso, também podemos esperar que os serviços de personalização do site sejam adotados em mais setores.

4) Personalização de email marketing

A personalização também pode ser aplicada na estratégia de email marketing.

De acordo com a Email Marketing Trends 2017, a prática de segmentar os emails enviados é uma estratégia feita por 88,4% das empresas, sendo que 45,2% fazem às vezes e 43,2% de forma constante.

De qualquer forma, podemos perceber que 56,8% dos participantes que não realizam a segmentação sempre podem estar perdendo oportunidades de enviar emails automatizados com conteúdos ricos e direcionados para nutrição do público segmentado.

Uma técnica de machine learning usada recentemente pelo Gmail é a resposta automática dos emails. Achei incrível como o Google acertou no padrão das minhas respostas e estou empolgada com o que o futuro do email reserva.

5) Integração de aplicativos de chat

O crescente uso de aplicativos de mensagens é uma grande tendência.

Confesso que fiquei impressionada quando vi o aplicativo chinês WeChat e como a China está integrando várias funções de aplicativos diferentes em um só.

 De acordo uma pesquisa da Ofcom Communications, as audiências móveis são basicamente do Facebook Messenger e do WhatsApp. Ambas são propriedade do Facebook.

Um outro ponto importante é que esse ano o WhatsApp lançou o WhatsApp Business, uma extensão do aplicativo com foco empresarial. O que será que ele reservará para nós em 2018?

 

Além disso, de acordo com o BI Intelligence, hoje os aplicativos de mensagem ultrapassaram a audiência dos aplicativos de redes sociais e, segundo uma pesquisa da Take, 70% das pessoas estão começando a preferir conversar por aplicativos de mensagem que por outros meios.

aplicativos de mensagem

6) Utilização de vídeos

O audiovisual está tomando conta das interações. Segundo a Cisco, até 2020 cerca de 82% do tráfego da internet será em vídeos.

Recentemente estivemos presente no Connect Samba, evento de vídeos mais completo do Brasil, organizado pela Samba Tech e tivemos muitos insights sobre essa estratégia.

O ensino a distância, que é uma prática cada vez mais adotada nas instituições de ensino, é um facilitador de aprendizado. Confira as tendências levantadas pelos especialistas em ensino a distância:

  • Produção de vídeo em tempo real: analisar as curvas de audiência das lives do Facebook, por exemplo, é uma ação essencial para conhecer o seu público e a promoção de um conteúdo relevante;
  • Buscar feedback: usar a inteligência artificial de reconhecimento de face para identificar a expressão e comportamento dos espectadores ao assistir o seu vídeo;
  • Ensino blended: para que o aprendizado seja a distância e presencial;
  • Realidade virtual: os vídeos podem usar uma visão 360º com óculos de realidade virtual para que as pessoas possam experimentar sensações sem sair do lugar;
  • Gamificação: o aprendizado a distância é facilitado com o vídeo gamificado;

7) Marketing de conteúdo nas plataformas conversacionais

No evento RD Summit 2017, organizado pela Resultados Digitais, uma grande tendência apresentada por muitos palestrantes foi a utilização das plataformas conversacionais.

Nesses dispositivos controlados por voz, como o Google Assistent, Siri, Cortana e Alexa, o Marketing de Conteúdo vê a oportunidade de obter dados dos consumidores nunca obtidos antes.

 Além disso, as empresas terão que pensar em SEO para esses dispositivos para que, quando um usuário fizer uma pergunta, o seu conteúdo seja apontado como o mais completo para respondê-lo.

 

8) Busca inteligente

O ranking de pesquisa orgânica costumava ser a principal preocupação das empresas que buscam ser encontradas online, mas muito mudou nos últimos anos.

O ambiente digital atual mudou a forma como vemos o que impulsiona o negócio para as empresas.

Há muitas coisas para prestar atenção que somente o velho SEO não consegue acompanhar. Isso mudou a forma como você precisa pensar em rastrear seu sucesso na busca inteligente.

O Google já está garantindo sua relevância futura ao mudar o que ele faz para se adequar aos hábitos da próxima geração de consumidores.

9) Análise de dados e a não formação de data silos

É preciso analisar os dados e transformá-los em um plano de ação, para obter melhores informações, tomar decisões mais rápidas e mais precisas e, finalmente, ter uma valiosa vantagem competitiva.

Porém, essa análise tem que ser avançada para conceder às empresas mais informações sobre qualquer organização e processos de produção, clientes e mercados. Por isso, procure verificar dados além do seu cotidiano.

De acordo com a IDC, até 2019, 40% dos projetos de TI irão criar novos serviços digitais e fluxos de receita que monetizem dados. Os dados realmente se tornaram uma nova moeda da economia digital.

No entanto, até recentemente, era plausível que você formasse data silos comerciais importantes em determinados departamentos.

Agora, o mundo está evoluindo rapidamente e ficar a frente de outras empresas exige um repensar dessa velha prática.

10) Expansão da internet das coisas

A IoT é uma das principais tendências da tecnologia mundial, e tem o poder de revolucionar a forma como vivemos e interagimos com o mundo à nossa volta. Por isso, muitas empresas estão investindo nesta estratégia.

De acordo com o IDC 2016 Global IoT Decision Maker Survey, 31,4% das organizações pesquisadas lançaram soluções de internet das coisas ou IoT e 43% possuem plano de implantá-las nos próximos 12 meses.

Ela é a conexão de diversos objetos com a internet, além daqueles com que já estamos acostumados, como smartphones, tablets e computadores.

Esses objetos, combinados com sistemas automatizados, podem ajudar a coletar informações em tempo real, analisá-las e criar ações de resposta conforme a necessidade.

O mais importante é que com ela é possível se concentrar em trabalhar soluções finais e oferecer valor real aos clientes.

Dessa forma, os executivos da empresa podem usar os dados para criar experiências de usuários personalizadas e melhorar a funcionalidade do dispositivo.

11) Tudo se resume na transformação digital

Todos essas tendências se resumem na transformação digital do negócio.

O conhecimento das últimas inovações em transformação digital permitirá que as empresas se adaptem às modernas realidades do mercado.

O big data, a internet das coisas, as realidades virtual e aumentada, a inteligência artificial, os chatbots, o business intelligence e a automação de marketing são apenas algumas dessas tendências de transformação digital.

De acordo com a Smart Insights, 63% das empresas estão envolvidas com a transformação digital.

Relevância dos programas de transformação digital

Os consumidores estão mudando de comportamento e as empresas precisam acompanhar essas mudanças.

Eles esperam as melhores experiências e não vão pensar duas vezes em fazer essa exigência.

Portanto, para aplicar essa estratégia, os líderes precisarão que toda a empresa esteja envolvida em um novo processo operacional e digital.

Conheça mais sobre a estratégia de transformação digital que está revolucionando o mercado e conheça a base das mudanças.

transformação digital