Artigos

Transparência em marketing gera resultados e aumenta confiança dos clientes

Transparência das empresas gera confiança nos clientes

Sem dúvidas, o setor de marketing exige transparência: é preciso saber se comunicar da melhor forma possível com seus consumidores e esclarecer, desde o início, quais são as propostas, as ações que estão sendo executadas e, principalmente, os resultados alcançados.

No entanto, no dia a dia essa não é uma realidade. É comum encontrarmos profissionais que, ao invés de entregarem resultados consistentes, acabam realizando grandes promessas e mantendo o cliente em sua carteira apenas pelo diálogo, e isso prejudica a transparência em marketing de que tanto se fala.

Para que entender o que é transparência em marketing, seus benefícios e quais são os erros que sua empresa pode estar cometendo, preparamos esse conteúdo completo. Continue a leitura!

Por que transparência em marketing ganhou tanta importância?

O mercado mudou e isso é incontestável. Quando pensamos na primeira revolução industrial, lembramos do fordismo, com a produção e venda pautadas pela empresa. A frase “você pode ter um Ford da cor que quiser, desde que seja preto” ficou famosa e é um exemplo claro de quem ditava a demanda do mercado: a empresa.

Hoje, as exigências são diferentes. Os clientes querem personalização, segmentação e esperam que as empresas sejam capazes de tratá-los de forma diferenciada — e isso está mudando o jogo.

Quando pensamos em transparência em marketing, a lógica é a mesma. É preciso entregar para os consumidores o que eles precisam e querem, e a transparência é a melhor forma de aumentar essa confiança entre cliente e empresa.

Um grande exemplo desse modelo é John Legere, CEO da T-Mobile. O profissional adotou uma abordagem de transparência em marketing na sua empresa e colhe os resultados esperados.

Ele costuma compartilhar pensamentos e opiniões, sem filtro, nas suas redes sociais, responde às publicações, se mantém disponível nos eventos e se comunica com o público de forma sincera e direta. John ainda vai além da vida profissional, compartilhando um pouco da sua vida pessoal nas redes. 

Como isso pode ajudar uma empresa? A resposta é simples: humanização a marca. Quando John Legere faz isso, ele permite que a empresa se conecte com os consumidores de uma forma mais profunda, compartilhando suas crenças, valores e rotina. Essa atitude cria muito mais confiança.

Transparência é sobre honestidade

Talvez exista uma dúvida sobre como se tornar uma empresa muito mais transparente, mas o caminho é se mostrar mais acessível.

Os consumidores estão cada vez mais interessados em trabalhar com marcas que lhes dão acesso, à própria marca, ao produto e às pessoas por trás dela.

A Rock Content é um exemplo disso. Ao analisar as redes sociais da empresa, vemos o dia a dia de seus funcionários e também ideias compartilhadas pelos colaboradores. Isso conecta pessoas: faz com que quem está de fora, seja cliente ou uma pessoa que quer trabalhar naquela empresa, crie um vínculo de carinho e confiança com o negócio, enxergando-o para além da fachada e dos números.

No entanto, é preciso ter filtro: o sucesso da transparência está na capacidade de separar o “ser transparente” do “compartilhamento excessivo”. É preciso avaliar o contexto social e o momento em que estamos vivendo para saber o que deve ou não ser compartilhado, atendendo aos critérios de transparência.

Os erros mais comuns das empresas que trabalham com transparência

A transparência é sobre compartilhar informações e trabalhar da forma mais clara, simples e direta que puder. Sabemos que esse cuidado ajuda a criar uma relação de confiança e aumenta, sem dúvidas, a rentabilidade do seu negócio, que agora terá clientes mais fidelizados e engajados.

Mas, e quando isso dá errado? 

Muitas empresas tentam trabalhar com transparência em marketing, mas acabam cometendo alguns desses erros, e é por isso que a atenção aos detalhes é fundamental.

1. Incompreensão acerca do tema

O primeiro erro é não compreender corretamente o tema que está sendo abordado, e isso pode acontecer tanto no momento da venda (quando, no caso de uma empresa B2B, por exemplo, se vende um serviço de que não tem tanto domínio), quanto no momento de compartilhar informações um pouco mais pessoais para criar esse vínculo com o seu público.

É preciso que a empresa saiba exatamente do que está falando e trabalhe os temas de forma adequada, evitando possíveis falhas de informação e ruídos na comunicação.

2. Falta de processos que visam transparência

Para trabalhar a transparência em marketing, é preciso ter processos. O compartilhamento de informações, sejam elas de cunho profissional ou pessoal, não pode acontecer de forma aleatória e mal planejada. É preciso que tenha um propósito.

Para fazer esse planejamento, também é necessário ter processos, que precisam ser claros e bem definidos para que tudo dê certo.

Ainda hoje, não é raro encontrarmos empresas que não contam com processos bem definidos, e isso pode prejudicar os negócios. Portanto, se a companhia quer trabalhar com transparência, é preciso avaliar com cuidado a forma como as coisas estão sendo feitas e definir os processos mais estratégicos para o seu negócio.

3. Criação de falsas expectativas

A criação de falsas expectativas também é um erro muito comum no mercado, mas que precisa ser analisado e evitado.

No mundo do marketing muitas empresas trabalham a comunicação com o cliente a partir de promessas e expectativas. Infelizmente, sabemos que essas expectativas nem sempre condizem com a realidade e as possibilidades do negócio, o que pode frustrar os clientes e gerar um sentimento de enganação e de falha.

Por isso, se a empresa quer realmente trabalhar a transparência em marketing, é preciso saber ser honesto com seu consumidor, de forma direta e sincera, sem criar expectativas ilusórias apenas para fechar uma venda.

4. Falha na comunicação com o público

A falha na comunicação com o público é outra questão relacionada à transparência em marketing que, infelizmente, não é raro encontrarmos.

Muitas empresas ainda não sabem como se comunicar com seus consumidores e acabam falhando. É preciso criar um processo de comunicação claro, diferenciado e personalizado. Para isso, é importante conhecer seu público, descobrir qual é a linguagem mais adequada para conversar com ele e criar uma rotina de comunicação próxima e direta com seus consumidores.

Diferenças entre transparência em marketing B2C e B2B

Existem várias diferenças entre os mercados B2C e B2B. Quando focamos em consumidores finais, as estratégias de marketing acontecem de uma maneira. Quando se trata de negócios de empresas para empresas, a comunicação acontece de outra.

Quando falamos da transparência, a regra também se aplica.

Marketing B2B

Investir em comunicação de qualidade em negócios B2B é fundamental. Afinal, as oportunidades de negócio estão crescendo cada vez mais e o empreendedor precisa ficar atento. O número de novas empresas, principalmente as de micro e pequeno porte, triplicou nos últimos dez anos. De acordo com o Portal do Empreendedor, do Governo Federal, hoje existem mais de 8 milhões de microempreendedores no país.

A transparência em marketing para empresas B2B acontece considerando pontos específicos.

A comunicação entre empresas precisa mostrar que, para além das estatísticas e eficiência, a sua companhia é confiável. Afinal, eles estão buscando uma empresa parceira, com quem poderão contar.

Por isso, é preciso se atentar a:

  • explicar as estatísticas, sejam elas boas ou más;
  • comunicar-se diretamente durante toda a jornada de compra;
  • reconhecer as deficiências e limitações da sua empresa;
  • ser honesto, tanto no momento da venda, quanto na prestação de contas.

Marketing B2C

A transparência em marketing no universo B2C é diferente. Essa estratégia é pautada em ajudar os consumidores a entenderem quais são as qualidades dos seus produtos e serviços, além de demonstrar que trata-se de uma empresa ética e humanizada.

Por isso, nesse modelo, a transparência em marketing precisa considerar uma comunicação que:

  • transmita segurança para os consumidores;
  • apresente benefícios dos seus produtos ou serviços;
  • seja acessível e permita que o cliente entre em contato sempre que necessário;
  • compartilhe as causas que a empresa abraça;
  • seja humanizada e leve.

Cases de sucesso: marcas que souberam usar a transparência a seu favor

Mayple

A Mayple, solução híbrida que trabalha com tecnologia, busca desenvolver resoluções de ponta para simplificar a gestão dos serviços de marketing e permitir que profissionais dessa área tenham maior controle do que está sendo feito, garantindo um alto desempenho e transparência nos serviços que gerencia para empresas B2B.

A organização criou um algoritmo por meio de inteligência artificial e, com isso, é capaz de conectar empresas e especialistas de marketing de acordo com as necessidades e a experiência dos profissionais, no setor e nicho específicos de cada negócio.

Essa solução criou um ajuste perfeito entre os profissionais de marketing e a Mayple disponibiliza toda a estrutura para que seja possível alcançar um bom desempenho. A empresa oferece materiais de marketing B2B e outras ferramentas para que a sua marca saiba claramente que seus clientes B2B estão a caminho do sucesso, por meio de um processo de transparência e objetividade, entregando à empresa exatamente aquilo que ela precisa.

McDonald’s

O McDonald’s é uma empresa que tem lidado constantemente com questionamentos, mitos urbanos e desinformação sobre os alimentos e ingredientes que são comercializados.

Em uma campanha do McDonald’s Canadá, a empresa trabalhou com a oportunidade de diminuir as dúvidas e acabar com os rumores sobre seus produtos e a procedência dos alimentos.

A campanha começou no final de 2014 e, em andamento, recebeu mais de 42.000 perguntas de consumidores sobre a empresa e seus produtos. Essas perguntas tiveram mais de 3,8 milhões de espectadores, que acessaram suas páginas e conteúdos para acompanhar as respostas.

Além dessa ação, que abre as portas para a comunicação entre consumidores e empresa, o McDonald’s ainda compartilhou vídeos que mostram o interior de sua fábrica de processamento de carne bovina no país, mostrando como são feitos, de fato, os bifes utilizados nos lanches.

Os hábitos de consumo estão se transformando, e para que sua empresa consiga se atentar às novas demandas, é preciso trabalhar com transparência em marketing.

Um estudo da Nielsen mostrou, em junho de 2019, que 42% dos brasileiros estão mudando seus hábitos de consumo, e a sustentabilidade é um fator que está sendo considerado entre os participantes da pesquisa. A transparência ajuda os consumidores a terem confiança em suas escolhas.

Para entender como as empresas podem mudar sua forma de vender, nosso artigo sobre a importância do posicionamento de marca na era do consumo consciente.

Publicações relacionadas
Artigos

Grandes empresas conseguem manter um atendimento pessoal com a ajuda da tecnologia

Artigos

Depois da Lista do Não me Perturbe, como as empresas de telefonia podem chegar aos consumidores sem incomodá-los

Artigos

Experiência Criativa é a evolução de Customer Experience

Artigos

Para implementar o marketing ágil é essencial ter uma cultura baseada em dados